JM Online

Jornal da Manhã 46 anos

Uberaba, 17 de fevereiro de 2019 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

POLÍTICA

Presidente da Codiub vai à Câmara e detalha projeto Cidade Inteligente

Denis Silva foi ao plenário da CMU a convite do vereador Rubério Santos (MDB), vice-líder do governo no Legislativo

15/09/2018 - 00:00:00. - Por Marconi Lima

O sistema “Cidade Inteligente”, o Cadastro Eletrônico da Saúde e o Centro de Monitoramento e Controle foram temas abordados no plenário da Câmara Municipal de Uberaba (CMU) pelo presidente da Companhia de Desenvolvimento de Informática de Uberaba (Codiub), jornalista Denis Silva Oliveira.

Sobre o Smart Cities, ou “Cidade Inteligente”, Denis destacou que a companhia participa de uma série de palestras no Estado e também em outras regiões do país. Na semana passada esteve no evento Connected Smart Cities, o maior da América Latina voltado para a área.

O presidente da Codiub apresentou o novo prontuário eletrônico do município, completamente diferente do anterior. Segundo Denis, a equipe desenvolveu um prontuário totalmente WEP, ou seja, pode ser acessado pela internet. O projeto pode ser utilizado em celulares e outros dispositivos.

O representante da Codiub adiantou que o próximo passo será desenvolver um cartão de saúde ou mesmo o acesso por meio da biometria. Outra novidade apresentada é o aplicativo Facilita Tudo, que contém todos os serviços prestados pela Prefeitura.

“A principal demanda da comunidade hoje é a segurança pública”, conforme lembrou Denis. Um dos projetos apresentados é o Centro de Monitoramento e Controle, por meio da instalação de câmeras, mas que não tem nada a ver com o Olho Vivo instalado pelo Estado. O presidente da Codiub considera o antigo sistema ultrapassado, pois o olho humano não consegue acompanhar tudo. “No caso do Centro de Monitoramento, quando passar um veículo roubado/furtado, o sistema vai detectar na hora e apitar”, explicou. 

Denis Silva foi ao plenário da CMU a convite do vereador Rubério Santos (MDB), vice-líder do governo no Legislativo.

Leia mais

DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia