JM Online

Jornal da Manhã 46 anos

Uberaba, 15 de julho de 2019 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

CIDADE

Zoonoses não elimina escorpiões, mas orienta as pessoas para evitar acidentes

O setor é responsável por todas as ações de vigilância, prevenção e controle de doenças transmissíveis

03/02/2019 - 00:00:00.

Reprodução

Limpeza de terrenos, como foi reclamado no Residencial Rio de Janeiro, não é atribuição do Zoonoses, mas do setor de Posturas

Departamento de Controle de Zoonoses e Endemias da Secretaria Municipal de Saúde orienta moradores para a prevenção de acidentes com escorpiões em Uberaba. O setor não realiza dedetização por meio de produtos químicos, devido ao manual do Ministério da Saúde não indicar esse tipo de controle. O setor é responsável por todas as ações de vigilância, prevenção e controle de doenças transmissíveis, pela vigilância de fatores de risco para o desenvolvimento de doenças crônicas não transmissíveis, pela saúde ambiental e do trabalhador e pela análise de situação de saúde da população. 

Lara Rocha Batista, diretora do Departamento de Controle de Zoonoses e Endemias, explica que o trabalho do setor envolve a busca ativa nos possíveis locais onde o escorpião pode ser encontrado, recolhimento dos mesmos e orientação para evitar acidentes. “Nós explicamos sobre os fatores que aumentam as chances de entrada dos escorpiões nas casas e como evitar esses riscos, como a limpeza de quintal, adequação estrutural da casa e colocação de telas nos ralos de esgoto, que impedem a entrada de escorpiões”, aponta a diretora.

Batista enfatiza que o Centro de Controle de Zoonoses e Endemias não é o órgão que executa limpeza de terrenos e nem fiscalização, ele tem outras atribuições. Ela esclarece, ainda, que não realiza agendamentos de mutirão de limpeza e de fumacê e nem controle de baratas, formiga, cupins e percevejos, pois não oferecem risco de transmitirem doenças; o recolhimento de animais somente é feito pelo setor quando estes oferecem risco de doenças de caráter zoonótico (leishmaniose, raiva). 

O órgão da Prefeitura responsável pela fiscalização de terrenos particulares é o Departamento de Posturas da Secretaria de Defesa Social. O telefone de contato para denúncias nesses casos é o 3331-2312 ou diretamente na sua sede, na Praça Dr. Jorge Frange, 200 – São Benedito, com atendimento ao público das 12h às 18 horas. 

Se for área pública, a população pode entrar em contato pelo Fala Cidadão, por meio do link (clique aqui), que a solicitação de limpeza será encaminhada para o setor responsável.

Saiba mais: Mais de 140 mil pessoas foram ferroadas pelo aracnídeo em 2018

Leia mais

DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia