JM Online

Jornal da Manhã 46 anos

Uberaba, 20 de julho de 2019 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

Colunas

Lídia Prata
Wellington Cardoso Ramos FALANDO SÉRIO 15/06/2019

Banco dos réus
Acusados do atentado a bala que teve como alvo o prefeito Renatinho, de Campo Florido, foram ontem pronunciados pelo juiz Stefano Renato Raymundo.

Júri
Diante dos indícios de participação no crime, apontados pela Polícia Civil e o Ministério Público, um ex-prefeito e um ex-vice estão entre os que irão ao Júri Popular.

Os acusados
Com Ronaldo Bernardes e Otaliba Neto respondem pelo atentado José Brito de Alencar, Amarildo Zacarias, Maikon Diego e Lucas Henrique Silvério da Silva.

Na rua
O juiz da 3ª Vara Criminal concedeu ao grupo o direito de permanecer em liberdade, por esse crime, até o julgamento.

Relaxada
Em agosto, Ronaldo, Otaliba e Maikon Diego tiveram sua prisão provisória relaxada em 1ª instância, o que foi mantido pelo TJ.

O preço
A morte de Renatinho, então candidato a prefeito, teria sido encomendada por R$200 mil, dos quais R$50 mil o contratado disse ter recebido antecipadamente.

No bolso
A redução do número de aulas obrigatórias (também as noturnas) para quem quer tirar a CNH representará, em Uberaba, economia entre R$200 e R$300.

Bem recebida
Decisão de Bolsonaro foi bem recebida pelo instrutor Paulo Alexandre Teixeira, diretor da Vertess Autoescola.

Universitário
Bares e casas de evento do bairro Universitário motivam reunião do Ministério Público com a Secretaria de Defesa Social e a Polícia Militar.

Reincidentes
Alguns deles são reincidentes em poluição sonora e perturbação do sossego, acumulando inúmeras multas administrativas.

Na esteira
Também são alvos de procedimentos abertos pela promotora Monique Mosca estabelecimentos da avenida Leopoldino de Oliveira e rua Conde Prados.

Presente
Ex-presidente do PCdoB e da Fundação Cultural Sumayra Oliveira não tem perdido uma manifestação em Uberaba contra as reformas de Bolsonaro.

Segurança
Área em que for desativado posto de gasolina por período superior a 180 dias deverá ter os tanques subterrâneos imediatamente retirados.

Combustível
A retirada dos combustíveis deverá ocorrer após paralisação de 90 dias, conforme projeto de lei enviado à Câmara pela Prefeitura.

Recurso
Defesa de Messias Muniz da Rocha, condenado 5ª feira pelo Tribunal do Júri, apresentará recurso ao Tribunal de Justiça.

Prejuízo
O impedimento da leitura de acórdão da Corte anulando julgamento anterior do mesmo acusado de homicídio prejudicou a defesa, diz o criminalista Leuces Teixeira.

Prescrição
E entende também que Messias, condenado a 8 anos e 9 meses, tem direito à prescrição da pena.

À distância
Preso em Franco da Rocha, ele acompanhou o julgamento em Uberaba pelo Skype.

Absolvição
Defendido pelo advogado Guilherme Gomes de Lacerda, M.L.F. foi absolvido em processo por tráfico de drogas.

Muitas falhas
Prisão do acusado, inquérito e processo revelaram uma série de falhas.

Distante
Os oito tabletes de maconha (1,2 mil gramas) e 83 gramas de cocaína apreendidos e a ele atribuídos não foram de fato encontrados em seu poder.

Contradições
Ouvidos no inquérito, os policiais que participaram da ação deram informações contraditórias, segundo consta na sentença do juiz Ricardo Motta.

Voluntários
De relevantes serviços prestados a Uberaba, a Casa do Menino precisa de psicólogos voluntários.

Copervale
Com falência ratificada pelo Tribunal de Justiça, a Copervale terá seus bens levados a leilão dia 25 de julho, a requerimento da advogada Elizete Seixlack.

Fábrica
De todos os imóveis a serem leiloados, o que abrigou a cooperativa nas imediações da BR-262 é o de maior avaliação: R$ 26,7 milhões.

Supermercado
Também serão leiloados os prédios da avenida Leopoldino, onde funcionou supermercado, e da praça Manoel Terra.

Desistência
Edital assinado na 4ª feira pelo juiz João Rodrigues dos Santos destaca que ao arrematante desistente do negócio será aplicada multa de 20% sobre o valor.

Dívidas
As dívidas da massa falida estão estimadas em cerca de R$55 milhões.

Abuso
Senador Rodrigo Pacheco restabelece no projeto das dez medidas contra a corrupção a possibilidade de punição para juiz e promotor por abuso de autoridade.

Votação
Aprovado pela Câmara há dois anos, o PL deve ser votado terça-feira na CCJ do Senado, com alterações. 

DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia