JM Online

Jornal da Manhã 46 anos

Uberaba, 17 de julho de 2019 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

Articulistas

Outros Articulistas

Vanda Elisabete Cordeiro da Silva

São Domingos e as Fraternidades Leigas

“800 anos da Ordem: faço parte dessa história” 

No princípio, e mais exatamente no centro, no coração de toda a história da Ordem dos Pregadores, está a figura deste grande homem: Domingos de Gusmão.

Não é por acaso que seus filhos lhe tomaram o nome: Dominicanos. É o sinal de uma filiação. Na Espanha ele nasceu em 1170, na cidade de Caleruega, nas Astúrias, e faleceu na cidade italiana de Bolonha, aos 51 anos, em 1221.

Em dezembro de 1216, o Papa Honório III deu sua aprovação para uma nova ordem religiosa, a Ordem dos Pregadores, composta por doze homens, ativos na construção da justiça do Reino e impulsionados pela ousadia do Evangelho, sob a chefia de um dinâmico cônego espanhol de 46 anos, Domingos de Gusmão, que estavam evangelizando a diocese de Toulouse – sul da França. E o Papa, na bula da aprovação, escreveu: “Serão um dia os atletas da fé e verdadeiras luzes do mundo!”

São Domingos desafiou os séculos com o seu exemplo, sua coerência, humildade e simplicidade. Sua mensagem interpela e ilumina o homem de hoje. O exemplo concreto de sua vida evangélica de sempre atraiu e continua atraindo seguidores no mundo inteiro. E numerosos discípulos, entre eles leigos e leigas, desejosos de viver, de forma mais radical, os valores do Evangelho.

Definindo com as palavras do nosso assistente religioso, o dominicano Frei Mariano Foralosso: “O Movimento das Fraternidades Leigas Dominicanas é uma proposta de vida cristã para leigos e leigas que procuram se aprofundar no caminho do seguimento de Cristo, tornando-se testemunhas do Evangelho no mundo. Eles vivenciam, como leigos, os valores da espiritualidade dominicana e têm seu espaço próprio na realização do Carisma apostólico da Ordem dos Pregadores, fundada por São Domingos de Gusmão.”

Fico pensando o que Deus espera de nós nestes tempos conturbados de agora...

Que o nosso Pai São Domingos, pregador do Evangelho, nos ajude a discernir os caminhos do futuro e consiga para todos nós um pouco de sua coragem, alegria, bondade, entusiasmo, generosidade e, acima de tudo, santidade! E para a imensa família dominicana, pregadores da Palavra de Deus e anunciadores da Boa Nova, perseverança na caminhada. O mundo necessitará sempre de homens como esta luminosa estrela de Caleruega – Domingos de Gusmão! Homem formado na escola da oração, do estudo e da contemplação.

Que ele nos abençoe e proteja sempre e seja nosso intercessor junto a Deus. Neste ano de 2016, comemoramos o “Jubileu Dominicano”: oito séculos que ela serve à Igreja, sempre apontando o caminho da libertação, para que seus filhos e filhas vivam com justiça e dignidade, na linha que o Fundador, inspirado pela própria Igreja, lhe traçou. Pela pregação, evangelização e pelo ensino, pretendemos continuar servindo! 

(*) Leiga Dominicana

DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia