JM Online

Jornal da Manhã 46 anos

Uberaba, 20 de julho de 2019 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

Articulistas

Outros Articulistas

Maria de Lourdes Leal dos Santos

Costurando a vida de São Domingos

As fraternidades leigas dominicanas de Araxá, Uberaba e Uberlândia reuniram-se no dia 25 de junho passado, domingo, no Centro de Espiritualidade Santo Tomás de Aquino, antiga FISTA, em um encontro de estudo e aprofundamento na espiritualidade de São Domingos. Coordenados pelo promotor das Fraternidades Leigas, Frei Mariano Foralosso, de São Paulo, os 32 participantes, entre religiosas da Província de Nossa Senhora do Rosário de Monteil e leigos, tiveram um dia de mergulho no perfil apostólico de São Domingos. Sua biografia traduz sua espiritualidade. Frei Mariano foi inspirado ao utilizar uma dinâmica diferente: a arte de costurar depoimentos sobre a vida e testemunho de São Domingos: construir o seu perfil por meio do levantamento das virtudes e características de sua espiritualidade. Reconhecer, cada vez mais, São Domingos como modelo de vida. Foram momentos belíssimos de busca, reconhecimento, reconstrução e constatação de nossa identidade como leigos e as religiosas que formamos a Família Dominicana. Num ambiente acolhedor, fraterno, com tesoura, cola, papéis e muito entusiasmo, cada um partilhou sua experiência e identificou nos relatos de pessoas que conviveram com São Domingos, seu ardor apostólico e profético. Os traços, por meio do corte e costura, resultaram num perfil, reconstruído com fatos concretos de sua biografia. Tudo o que ele fazia era em função do Amor. Uma chama de amor que transbordava como exigência. Sabe-se que para imitar alguém é preciso conhecê-lo. Assim, este dia de convivência e estudo reafirmou a missão do leigo dominicano: aprofundar no caminho de seguimento de Cristo por meio do testemunho da Verdade. Anunciar o evangelho e denunciar as injustiças e contradições. Alimentar-se da oração, do estudo e da atenção constante aos apelos da realidade. Assim, na vida diária, na realidade em que vive, seja na família, no trabalho ou na vida social o seu compromisso é com a vida e a Verdade. A vida do leigo dominicano é uma síntese de contemplação e ação: “Contemplar e dar aos outros o fruto da contemplação”. Ser dominicano é olhar para Deus com intimidade. É ser presença de Deus, onde estiver, ser sinal, exemplo de compromisso com a vida e a esperança. As fraternidades leigas dominicanas de Uberaba reúnem-se mensalmente, com projetos específicos, além dos encontros nacionais e internacionais. Em setembro, os leigos da América Latina e Caribe estarão reunidos em assembleia, em Bogotá, na Colômbia, para partilha de experiências e celebrar os 800 anos da Ordem. Em outubro, estaremos em São Paulo, na Assembleia Nacional para estreitar os laços e fortalecer a missão. Em Uberaba, há três grupos: na Igreja São Domingos, na Comunidade da Betânia (Leblon) e na Paróquia Nossa Senhora do Rosário (Bairro Primavera). Vale a pena conhecer e vivenciar a espiritualidade dominicana: uma proposta de vida! 

(*) Doutoranda em Educação - USP

DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia