JM Online

Jornal da Manhã 46 anos

Uberaba, 25 de maio de 2019 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

Articulistas

Outros Articulistas

Fulvio Ferreira

Quem faz tudo, faz nada!

Com muita frequência eu recebo solicitações de ajuda para conseguir emprego. De igual forma, as empresas me informam sobre as vagas disponibilizadas. 

Muitos de nós sabem o que é ficar desempregado, ou, de maneira mais elegante, estar disponível para o Mercado de Trabalho. O tempo demora a passar, mas, ao mesmo tempo, corre; a impressão de que as pessoas estão lhe evitando e a vontade de comprar, de passear e de fazer algo que normalmente custa dinheiro. Isto se agrava se a pessoa tiver família para sustentar. É preciso muito equilíbrio e muito apoio da família para a pessoa não ficar para baixo e deprimida. Ainda mais quando surge uma vaga que não se enquadra ao seu currículo. E quando o seu perfil se encaixa às características da vaga, você é chamado para uma entrevista e não é escolhido, aí o baixo astral vem mesmo!

Do outro lado, as empresas buscam um profissional com o perfil específico para a vaga. Em geral não querem um generalista, isto é, alguém que faça de tudo ou que tenha facilidade em aprender; ou que vai aprender a fazer depois de contratado.

É importante lembrar por que o mundo mudou e continua mudando. E numa velocidade alta. Cada um de nós pode até saber fazer de tudo, ter conhecimentos gerais e aptidões diversas, mas em algumas coisas devemos ser especialistas. Conhecer a fundo aquele assunto, com competências específicas e diferenciadas. Assim você será um profissional qualificado para a vaga e terá maiores chances de ser recrutado. Não se iluda, quem faz tudo, faz nada.

Então, nada melhor que haver capacitação. Se você está empregado, parabéns. Aproveite para estudar mais e se tornar expert na sua atividade. Se, porventura, quiser mudar de área, busque formação e habilitação antes de pleitear uma vaga, isto será um salto para o novo trabalho e evitará frustrações.

Agora, se você está desempregado, ou melhor, se você está aberto para novos desafios, mais que nunca é importante que você use parte do seu tempo disponível para se capacitar, se atualizar e se reciclar. Frequente cursos, palestras e eventos empresariais. Você não pode ficar enclausurado, tem que sair, ver e ser visto, pois nenhuma vaga irá até você. Se envolva com pessoas, divulgue-se e saiba se vender. Este é um dos melhores caminhos para você voltar ao Mercado de Trabalho. 

(*) Empresário, palestrante e especialista em comercio varejista
www.fulvioferreira.com.br

 

DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia