JM Online

Jornal da Manhã 46 anos

Uberaba, 19 de julho de 2019 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

Articulistas

Outros Articulistas

Fernando Hueb de Menezes

Visionário

Difícil compreender o papel de cada ser humano na breve passagem por essa vida. Muitos percorrem todo o trajeto sem deixar nenhum rastro de construção e produção para o próximo. Outros poucos, parece que já foram enviados para criar, promover e desenvolver ações capazes de transformar toda uma sociedade.

Neste ano, comemora-se o centenário de nascimento de um grande homem, Mário Palmério, que marcou a história com sua alma pujante. Desde jovem dedicado ao ensino, depois de lecionar um tempo fora, em seu retorno a Uberaba, iniciou sua primeira grande obra educacional na cidade, a construção imponente do Liceu do Triângulo Mineiro e dali já vislumbrava a criação da primeira escola de ensino superior, o que veio a acontecer logo em seguida com a instalação das Faculdades de Odontologia e Direito na década de 50. Na mesma época já participava ativamente da política nacional e com sua influência como deputado federal conseguiu transformar Uberaba em importante polo educacional de Minas Gerais, com a criação de outros cursos que atraíam estudantes de todo o Brasil Central.

Não satisfeito, inspirado no amor à sua terra e à sua gente, estreou na vida literária, produzindo algumas obras tão emblemáticas que o habilitaram a ocupar a cadeira número 2 da Academia de Letras, sucedendo Guimarães Rosa. Na década de 60, foi designado a ocupar o cargo de Embaixador do Brasil no Paraguai. Dando ênfase às atividades culturais e artísticas, Mário Palmério integrou-se no seio da intelectualidade paraguaia, estreitando-se assim, os laços de compreensão e amizade entre os dois países. Com sua vocação cultural aguçada, para que os paraguaios pudessem entender o significado da palavra, compôs a música Saudade, talvez a mais conhecida no país, depois do Hino Nacional.

Um homem de personalidade forte, político e romancista, que pensava além de seu tempo. Um mito, que transformou a educação do Triângulo Mineiro, que viveu seus ideais na plenitude. Um visionário, que deixou um legado que permanece em cada jovem, dos milhares que já passaram pelos vários cursos da Universidade. Como uberabense, reverencio com elevada distinção e homenageio, com um texto singelo, esse nobre cidadão, que muito contribuiu para o desenvolvimento econômico, cultural e social de nossa cidade. Parabéns ao Imortal, Professor Mário Palmério!! 

(*) Professor e Pesquisador da Universidade de Uberaba. Chefe de Gabinete da Prefeitura de Uberaba
fernando_hueb@hotmail.com

DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia