Publicidade Rdio JM
Canais Facebook Twitter RSS RSS
Play Store App Store Estúdio Ao vivo
EDIÇÕES ANTERIORES:
 | 
BUSCA:     

 
SADE
Tamanho do texto: A A A A
16/08/2012

Psicloga alerta para o risco de depresso durante a gravidez

Compartilhar:

Gestantes devem ficar em alerta quanto à depressão durante e depois da gravidez. De acordo com a psicóloga Silvana Messias, a depressão na gravidez é algo bastante sério, podendo tirar a oportunidade da mãe de vivenciar essa gestação e o contato direto com o filho ao nascer.
Já a após a gravidez, é preciso analisar as condições da mãe, para evitar fatos extremos.
“Os sintomas às vezes aparecem, a mãe ignora, a família não percebe e a situação se agrava, gerando a depressão. Assim a gravidez não será vista pela mulher como uma forma prazerosa, e sim como um momento angustiante, além de interferir na relação mãe e bebê, assim que a criança nascer”, explica a psicóloga.
Outro fato que pode acontecer com as mulheres nestas condições é a chamada tristeza materna, às vezes confundida com a depressão pós-parto. “Durante a gravidez, a mulher tem grande aumento de hormônios, e no momento em que o bebê nasce essa taxa de hormônio cai, mexendo com o estado emocional dessa mulher, que fica um pouco sensível. Após o parto, podem surgir alguns sintomas, como tristeza, choro, insegurança e medo de não conseguir cuidar do filho ou realizar tarefas como amamentar e dar banho. Para alguns, estes sintomas podem ser encarados como uma depressão, mas na verdade é tristeza materna, que normalmente dura o prazo máximo de 20 dias”, revela.
Os sintomas da tristeza materna costumam passar com o tempo, mas, se persistirem, podem se tratar de uma depressão, que apresenta características de que a mãe realmente não está bem, com crises de choro, insônia, dificuldade na alimentação, rejeição ao bebê e a sensação de que não consegue cuidar da criança. “São sintomas que precisam ser tratados e não podem ser ignorados, para evitar que cheguem a casos extremos”, afirma.
 






ESPECIAL DE ANIVERSRIO 2017
EDIÇÃO DE HOJE
Edição de Hoje

ENQUETE
O Codau iniciou a transposio do rio Claro. Segundo dados da autarquia, a vazo do rio Uberaba est em torno de 1.520 litros/segundo e, para atender demanda da cidade, necessrio um volume de 900 litros/segundo. Voc acredita que a transposio necessria neste momento?





JM FORUM
Governo federal diminuiu a previso do salrio mnimo para 2018, tendo em vista a queda na inflao, prevista ainda para este ano. Assim, o novo salrio mnimo deve ser de R$ 969 e no mais de R$ 979, como previsto, mas ainda poder sofrer mais reajustes at o fim do ano. Qual a sua opinio sobre os novos valores?
Comentar


AS EMPRESAS DO GRUPO JM DE COMUNICAÇÃO
JM Magazine JM Online JM JM Extra JM Rádio Vitória
Todos os direitos reservados ao Jornal da Manhã © 2017