Publicidade
Rádio JM
Canais Facebook Twitter RSS
Play Store App Store Estúdio Ao vivo
EDIÇÕES ANTERIORES:
 | 
BUSCA:     

 
SAÚDE
Tamanho do texto: A A A A
16/08/2012

Psicóloga alerta para o risco de depressão durante a gravidez

Compartilhar:

Gestantes devem ficar em alerta quanto à depressão durante e depois da gravidez. De acordo com a psicóloga Silvana Messias, a depressão na gravidez é algo bastante sério, podendo tirar a oportunidade da mãe de vivenciar essa gestação e o contato direto com o filho ao nascer.
Já a após a gravidez, é preciso analisar as condições da mãe, para evitar fatos extremos.
“Os sintomas às vezes aparecem, a mãe ignora, a família não percebe e a situação se agrava, gerando a depressão. Assim a gravidez não será vista pela mulher como uma forma prazerosa, e sim como um momento angustiante, além de interferir na relação mãe e bebê, assim que a criança nascer”, explica a psicóloga.
Outro fato que pode acontecer com as mulheres nestas condições é a chamada tristeza materna, às vezes confundida com a depressão pós-parto. “Durante a gravidez, a mulher tem grande aumento de hormônios, e no momento em que o bebê nasce essa taxa de hormônio cai, mexendo com o estado emocional dessa mulher, que fica um pouco sensível. Após o parto, podem surgir alguns sintomas, como tristeza, choro, insegurança e medo de não conseguir cuidar do filho ou realizar tarefas como amamentar e dar banho. Para alguns, estes sintomas podem ser encarados como uma depressão, mas na verdade é tristeza materna, que normalmente dura o prazo máximo de 20 dias”, revela.
Os sintomas da tristeza materna costumam passar com o tempo, mas, se persistirem, podem se tratar de uma depressão, que apresenta características de que a mãe realmente não está bem, com crises de choro, insônia, dificuldade na alimentação, rejeição ao bebê e a sensação de que não consegue cuidar da criança. “São sintomas que precisam ser tratados e não podem ser ignorados, para evitar que cheguem a casos extremos”, afirma.
 



OUTRAS NOTÍCIAS


Campanha alerta sobre benefícios de respirar pelo nariz em exercícios (31/07)
Pessoas obesas tendem a sofrer mais com o zumbido no ouvido (31/07)
Exercício físico sem orientação pode ser um inimigo da saúde (31/07)
Exercício físico sem orientação pode ser um inimigo da saúde (31/07)
Anvisa defende implementação de maço de cigarro genérico (30/07)
Diagnóstico é feito através de exames complementares (30/07)
Tontura e fraqueza podem sugerir crise de hipoglicemia (30/07)
Mulheres têm duas vezes mais chance de desenvolver queloide (29/07)
Ortopedista alerta sobre os cuidados com a coluna vertebral (29/07)
Armadilha para capturar Aedes vira método para monitorar a dengue (27/07)
Secretário de Saúde diz que Uberaba faz média de 340 partos por mês (27/07)
Hospital de Clínicas da UFTM apresenta o Nascendo Bem (27/07)
Anvisa suspende venda de medicamento contra a insônia (26/07)
SMS convoca população para vacinação gratuita contra hepatite (26/07)
Dias frios contribuem para as crises de doenças respiratórias (26/07)
Substância diminui incidência de infecções respiratórias virais (25/07)
Vitamina D está associada a um menor risco de morte prematura (25/07)
Especialista recomenda alimentação durante o período de inverno (24/07)
Tom de voz usado com a criança deve ser sempre calmo, mas firme (24/07)
Pediatra orienta como criar uma criança sem deixá-la mimada (24/07)




Lateral superir Giovanna
EDIÇÃO DE HOJE
Edição de Hoje
JM Magazine 46

Banner blog mais bella
ENQUETE
Aciu e Prefeitura defendem a reurbanização da rua Artur Machado, padronizando a fachada das lojas e estendendo o calçadão até a Av. Presidente Vargas. Você aprova essa medida?




JM FORUM
Você é a favor da implantação da mão única na Av. Fidélis Reis, porque?
Comentar


AS EMPRESAS DO GRUPO JM DE COMUNICAÇÃO
JM Magazine JM Online JM JM Extra JM Rádio Vitória
Todos os direitos reservados ao Jornal da Manhã © 2014
CMIDIA