Publicidade Rdio JM
Canais Facebook Twitter RSS RSS
Play Store App Store Estúdio Ao vivo
EDIÇÕES ANTERIORES:
 | 
BUSCA:     

 
SADE
Tamanho do texto: A A A A
14/07/2012

Dermatologista alerta para os cuidados com a pele no inverno

Compartilhar:

Com o inverno as doenças respiratórias mais comuns nesta época do ano podem se agravar com o frio mais intenso, o que a maioria das pessoas já sabe. O problema é que a estação mais fria do ano também exige atenção para o cuidado com o corpo, principalmente a pele. Com as baixas temperaturas é comum a pele ficar ressecada, com aparência acinzentada e continua exposta aos males dos raios solares. Para evitar esse aspecto e as doenças de pele o Jornal da Manhã conversou com dermatologista que revela as soluções.
Segundo o dermatologista Sandro Furiati, tanto no período de frio quanto de calor a proteção solar deve ser constante. “Sendo que nos dias frios é necessário um cuidado redobrado porque nossa pele fica ainda mais suscetível e sensível durante o frio. Em tempos frios temos baixa umidade do ar e a pele costuma ficar mais ressecada. Então é preciso mudar a tendência de tomar banho quente e passar bucha, porque faz mal para a pele. O ideal é que a temperatura da água chegue a variar em torno dos 35 graus, ou seja, em temperatura morna”, revela. O especialista destaca que mais importante que a preocupação com a temperatura da água é o tempo de banho. “Ficar no banho meia hora vai tirar totalmente a proteção natural da pele. Isso é uma forma de agressão para a pele, que até se recuperar de um banho demorado pode causar problemas depois”, completa.
Sandro Furiati lembra que todo excesso é prejudicial também para a pele, o que é extremamente importante para aquelas pessoas, especialmente mulheres, que costumam exagerar no creme hidratante esperando que a grande quantidade do produto seja capaz de conceder uma proteção maior, o que não é verdade, segundo o dermatologista. “Tudo em excesso pode causar problemas, dependendo do tipo de creme utilizado pode ser até pior do que se a mulher não usasse nada. Ou seja, tem o creme certo para cada tipo de pele e isso tudo deve ser avaliado”, frisa.
O dermatologista afirma ainda que atualmente a compra de um bom creme para a hidratação da pele não está restrito ao poder aquisitivo da população. “Hoje os cremes bons para a pele estão acessíveis para a classe A, B e C, sendo possível fazer formulações especiais para pessoas que precisam e nem é preciso comprar o creme de marca na farmácia, é possível mandar fazer de acordo com o que aquela pessoa precisa e ainda atender a todos os gostos. No aspecto de ter um creme mais cheiroso, há pessoas que não podem com a fragrância de um creme específico. A própria fragrância pode causar ou agravar na pessoa alguma dermatite. Para tratar e hidratar a pele a fragrância não tem relevância nenhuma”, completa Sandro Furiati.






ESPECIAL DE ANIVERSRIO 2017
EDIÇÃO DE HOJE
Edição de Hoje

ENQUETE
O Codau iniciou a transposio do rio Claro. Segundo dados da autarquia, a vazo do rio Uberaba est em torno de 1.520 litros/segundo e, para atender demanda da cidade, necessrio um volume de 900 litros/segundo. Voc acredita que a transposio necessria neste momento?





JM FORUM
Governo federal diminuiu a previso do salrio mnimo para 2018, tendo em vista a queda na inflao, prevista ainda para este ano. Assim, o novo salrio mnimo deve ser de R$ 969 e no mais de R$ 979, como previsto, mas ainda poder sofrer mais reajustes at o fim do ano. Qual a sua opinio sobre os novos valores?
Comentar


AS EMPRESAS DO GRUPO JM DE COMUNICAÇÃO
JM Magazine JM Online JM JM Extra JM Rádio Vitória
Todos os direitos reservados ao Jornal da Manhã © 2017