JM Online

Jornal da Manhã 46 anos

Uberaba, 20 de outubro de 2018 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

SAÚDE

Quanto custa para ter um filho em Uberaba?

Segundo especialistas as despesas durante o período de gestação podem ficar entre R$10 mil à R$40 mil

Última atualização: 18/04/2015 - 11:36:38.

Foto/Arquivo Família

Ter filho ou filhos está nos planos da maioria das pessoas. Enquanto algumas mães não têm nem ideia do quanto podem ser suas despesas durante a gravidez, outras já planejam para não sofrer com grandes alterações no orçamento. Segundo especialistas voltados para o assunto, às despesas durante o período de gestação podem ficar entre R$10 mil à R$40 mil dependendo da renda e das exigências de cada casal.

Quando Kátia Batista Albuquerque ficou sabendo que estava grávida já pagava um plano de saúde há um ano, no valor aproximadamente de R$88 (preço este que pode variar entre R$100 e R$200 dependendo da idade e necessidade de cada gestante). Com o plano Kátia pagou um valor aproximado de R$10 à R$20 por cada consulta mensal (R$150 e R$180). Os exames variavam entre R$5 e R$25 de acordo com o que fosse solicitado pelo médico (podem somar até R$2 mil).O convênio também cobriu a internação e todos os procedimentos hospitalares da mãe que podem variar de R$3,5 mil e R$ 6 mil.

Kátia Albuquerque reiterou que durante a gravidez precisou tomar alguns medicamentos. “Mensalmente eu gastava na farmácia em torno de R$40 com vitaminas e remédios. Tive uma gravidez muito tranquila, por isso precisei de poucos remédios”.

As despesas com as compras também sofreram alteração. “Eu passava muito mal com o cheiro das comidas, então passei a comer mais frutas. Por mês eu gastava R$100 a mais no varejão”, completa Kátia.

O chá de bebê e os presentes dos familiares ajudaram muito a economizar. “Até o sétimo mês usei só as fraldas do chá. Não gastei nada com roupinhas, porque ganhei muitas e estou usando até hoje”, esclarece a mãe.

Para montar o quarto do bebê foram gastos R$270 com a pintura. O berço custou R$800 e a cômoda em torno de R$650. Os mosquiteiros, lençóis e protetor de berço foram feitos pela gestante, que disse ter economizado bastante e gastado apenas R$150 com o enxoval.

Após o nascimento de Melina, atualmente com 11 meses, algumas despesas aumentaram ainda mais. Pouco depois de uma semana do parto, o leite da mãe começou a diminuir e foi necessário comprar semanalmente uma lata de leite especial para complementar à alimentação da criança que custa R$40.
Porém, Kátia Albuquerque, reitera que ficou bem atenta a tudo que o plano cobria, inclusive ressalta a importância de verificar a carência do plano de saúde para internação que pode ser de até 300 dias.

 

Leia também: Cesáreas representam mais de 65% dos partos de Uberaba

Leia também: Os riscos de uma cesárea de acordo com a ANS

Leia também: A escolha de ter um filho por meio do parto de cócoras

Leia mais

DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia