JM Online

Jornal da Manhã 46 anos

Uberaba, 22 de outubro de 2018 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

SAÚDE

Os riscos de uma cesárea de acordo com a ANS

Sem indicação médica este método pode aumentar em 120 vezes a probabilidade de problemas respiratórios

Última atualização: 18/04/2015 - 11:42:50.


Quando desnecessária, uma cesárea pode causar diversos danos à saúde da mãe do bebê. De acordo com o Ministério da Saúde o procedimento deve ser utilizado só em questões de emergência. E no atual sistema onde o Brasil é campeão em cesáreas, a intervenção cirúrgica, passou a ser tratada como um problema de saúde pública.

A Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) lançou em janeiro uma nova regulamentação para reduzir a quantidade de cesáreas desnecessárias, que de acordo com a Agência, sem indicação médica pode aumentar 120 vezes a probabilidade de problemas respiratórios no recém-nascido e triplica o risco de morte da mulher.

Ainda de acordo com os dados da ANS, 25% dos óbitos neonatais e 16 % dos óbitos infantis no País estão relacionados a partos prematuros.
Uma pesquisa feita pela Unicef em conjunto com o Governo Federal aponta o Brasil na décima posição, com um dos maiores índices de prematuridade.
O Ministro da Saúde, Arthur Chioro, ao se pronunciar sobre o assunto declarou que o parto normal é o mais indicado para a gestante, sendo que é dever do poder público e da sociedade acabar com esta “epidemia de cesáreas”.

 

Leia também: Quanto custa para ter um filho em Uberaba?

Leia também: Cesáreas representam mais de 65% dos partos de Uberaba

Leia também:A escolha de ter um filho por meio do parto de cócoras

Leia mais

DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia