Publicidade Rdio JM
Canais Facebook Twitter RSS RSS
Play Store App Store Estúdio Ao vivo
EDIÇÕES ANTERIORES:
 | 
BUSCA:     

 
SADE
Tamanho do texto: A A A A
Thassiana Macedo - 14/02/2016

Cresce procura por alimentao natural e produtos teraputicos

Compartilhar:


A empresária Úrsula Campos alerta que, para obter bons resultados, é importante procurar um nutricionista

Cada vez mais pessoas procuram ter uma vida saudável por meio da alimentação baseada no consumo de produtos naturais. Para a empresária Úrsula Campos, o produto natural preserva proteínas, minerais e vitaminas, mesmo depois de embalados e colocados em uma prateleira. Ela alerta, porém, que é importante ler os rótulos e as letras menores. “O falso natural é o alimento que parece ser saudável, mas recebeu açúcar e sal refinado, realçador de sabor, gordura hidrogenada, corantes artificiais, aromas e outros conservantes, mesmo quando se trata de fruta, castanha ou suco. Assim, ele não é natural e muito menos saudável”, explica.
Quanto mais saudável for o alimento, maior o controle de peso, taxas de glicose, pressão arterial, do nível de antioxidantes e de colesterol, bem como mais disposição física. “Chás curam ou previnem insônia, gordura abdominal, retenção de líquido, dores de cabeça e alergias”, frisa Úrsula. Ela destaca que, para isso, é bom contar com a ajuda de um nutricionista.
Úrsula ressalta que os alimentos naturais não devem ter conservantes químicos, como nitratos e sulfitos, mas existem os conservantes naturais, como sal integral, óleo e vinagre orgânico, os quais são gorduras saudáveis. Segundo ela, outra forma de conservação natural seria a desidratação, como no caso de chás, frutas secas e cogumelos. “Nunca é demais salientar a importância de cortar refrigerantes e gorduras hidrogenadas, reduzir o consumo de sal e açúcar refinado e fazer substituições benéficas para uma mudança de vida longa e saudável”, frisa.






EDIÇÃO DE HOJE
Edição de Hoje

Uai Tracker animado
ENQUETE
A Operao Carne Fraca, deflagrada pela Polcia Federal, colocou em xeque a qualidade da carne comercializada no Brasil. O assunto preocupa voc?





JM FORUM
O mais recente LIRAa demonstrou que a infestao do mosquito Aedes aegypti cresceu este ano, na comparao com o mesmo perodo em 2016. Na sua opinio, o que preciso intensificar para reverter este quadro?
Comentar


AS EMPRESAS DO GRUPO JM DE COMUNICAÇÃO
JM Magazine JM Online JM JM Extra JM Rádio Vitória
Todos os direitos reservados ao Jornal da Manhã © 2017