Publicidade Rdio JM
Canais Facebook Twitter RSS RSS
Play Store App Store Estúdio Ao vivo
EDIÇÕES ANTERIORES:
 | 
BUSCA:     

 
POLTICA
Tamanho do texto: A A A A
Gisele Barcelos - 24/05/2018

Greve de caminhoneiros ameaa servios; transporte coletivo pode parar no fim de semana

Compartilhar:

Arquivo


Rodrigo Oliveira, presidente da Associação das Empresas de Transporte Coletivo de Uberaba, informa que hoje já será feito racionamento

A greve dos caminhoneiros deflagrada no país pode afetar o transporte coletivo em Uberaba. As empresas de ônibus protocolaram ontem documento no gabinete do prefeito para informar a escassez de combustível por causa do bloqueio nas rodovias. O estoque existente deve garantir a circulação somente até sexta-feira (25), mas com racionamento.

De acordo com presidente da Associação das Empresas de Transporte Coletivo de Uberaba, Rodrigo Oliveira, será feito um racionamento hoje para assegurar que os ônibus continuem rodando. Ele explica que algumas linhas serão afetadas com redução de horários para contingenciar o combustível. “As linhas que têm uma frota maior podemos racionar um pouco nesta quinta [hoje], fora do horário de pico. Isso para o serviço rodar por mais tempo, já que não está chegando diesel para reabastecer”, pondera. O representante das concessionárias posiciona que a Prefeitura vai dar suporte para comunicar aos passageiros sobre as eventuais mudanças de horários por meio das redes sociais e outros canais oficiais.

Segundo Oliveira, a situação será monitorada ao longo do dia e medidas estão sendo adotadas para tentar garantir também a circulação dos ônibus amanhã, caso o bloqueio nas rodovias persista. “Estamos analisando algumas questões para ver se conseguiremos operar na sexta-feira, com extremo esforço. Agora a partir daí apenas será possível continuar se tiver o reabastecimento dos tanques. Ficamos na expectativa da liberação das estradas”, ressalta.

No ofício, as concessionárias informam que não receberam carregamento do diesel por causa da manifestação nas rodovias e também não conseguiram o insumo com outros fornecedores, mesmo buscando junto a empresas da região e até de outros estados. “Estamos tentando trazer o menor impacto para a população de Uberaba, mas é algo que não depende da gente. Os caminhões não conseguem rodar nas rodovias e o acesso às rodovias também está fechado”, salienta.

Serviços públicos municipais também podem ser prejudicados 

André Santos/PMU


Luiz Dutra, prefeito em exercício, esteve ontem com caminhoneiros para pedir a liberação dos transportadores de combustíveis

Além do transporte coletivo, os serviços públicos também podem ser prejudicados em Uberaba. A Chefia de Gabinete emitiu documento ontem determinando a todas as secretarias o racionamento de combustível. O texto informa que desde ontem somente estão sendo abastecidos as viaturas da Guarda Municipal e os veículos de emergência, como as ambulâncias e o Samu.

No texto, o chefe de gabinete Fernando Hueb informa que a medida considera o eventual desabastecimento de combustível na Central do Município. Conforme a mensagem, a empresa que abastece a Prefeitura encontra-se impossibilidade de repor o estoque por causa do bloqueio nas rodovias. Assim, para contingenciar o combustível, abastecimento será feito somente com autorização do prefeito.

A Secretaria de Administração aguardava a entrega do combustível para repor o estoque dentro do prazo normal, mas o reabastecimento não aconteceu devido à paralisação dos caminhoneiros. Por segurança, está sendo mantida reserva no posto de combustível da Prefeitura para veículos de emergência, como as ambulâncias.

Em nota, a administração municipal comunicou que o transporte escolar será mantido sem alterações até sexta-feira (25). “As vans contratadas e ônibus da empresa Líder estão abastecidos para garantir as rotas até o fim desta semana. Os ônibus amarelos, que são da frota da Prefeitura, também apresentam a mesma situação”, continua o texto.

A merenda escolar também está garantida até amanhã. Segundo informações da PMU, a Nutriplus afirmou que os estoques das unidades foram reabastecidos na última terça-feira (22) e são suficientes para garantir os cardápios até amanhã.

Quanto aos medicamentos da farmácia municipal, o subsecretário municipal de Saúde, Luciano Correia de Paiva, comunica que a situação ainda é tranquila e não há problema em relação ao estoque de medicamentos e insumos. Por enquanto, o bloqueio das rodovias também não interferiu no funcionamento da Ceasa. Entretanto, devido à mobilização dos caminhoneiros e à necessidade de economia de combustível, a Secretaria Municipal de Defesa Social, Trânsito e Transportes cancelou temporariamente o evento “Maio Amarelo”.

Leia mais:

Petrobras recua e anuncia redução de 10% no preço do diesel por 15 dias

Paralisação já provoca atrasos em entregas de produtos para a cidade

Caminhoneiros param também em trechos das rodovias federais

MP recomenda liberação de veículos de cargas vivas interceptados
 






San Marco - 20jun
EDIÇÃO DE HOJE
Edição de Hoje
SINTONIZE

ENQUETE
Na sua opinio, como deveriam ficar os direitos polticos de parlamentares presos?





JM FORUM
A Lei Seca completou dez anos em junho. Na sua opinio, temos o que comemorar?
Comentar


AS EMPRESAS DO GRUPO JM DE COMUNICAÇÃO
JM Magazine JM Online JM JM Extra JM Rádio Vitória
Todos os direitos reservados ao Jornal da Manhã © 2018