JM Online

Jornal da Manhã 46 anos

Uberaba, 24 de setembro de 2018 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

POLÍTICA

Sine vai emitir carteira de trabalho

O serviço era oferecido apenas na Unidade de Atendimento Integrado e havia demora para conseguir o documento, mas passará a ser realizado também no Sine Municipal

- Por Gisele Barcelos Última atualização: 12/07/2018 - 11:10:44.

Foto/ André Santos PMU

Prefeito Paulo Piau e o secretário de Desenvolvimento Econômico, José Renato Gomes, assinaram ontem o convênio com representante do Ministério do Trabalho

Prefeitura assina convênio com Ministério do Trabalho para ampliar emissão de carteiras de trabalho em Uberaba. O serviço era oferecido apenas na Unidade de Atendimento Integrado (UAI) e havia demora para conseguir o documento, mas passará a ser realizado também no Sine Municipal.

De acordo com o secretário de Desenvolvimento Econômico, José Renato Gomes, o início da operação não será de imediato porque será necessário comprar equipamentos e treinar os funcionários antes de começar o atendimento no Sine Municipal. Aproximadamente R$38,6 mil serão aplicados para preparar a estrutura.

A expectativa do secretário é dar o pontapé na emissão das carteiras de trabalho ainda este ano. “Temos que abrir a licitação para comprar os equipamentos e os computadores. Vai depender do prazo para fechar o processo licitatório. Tem o treinamento dos funcionários também, mas é algo mais rápido. Queremos entre 60 e 90 dias colocar o serviço em prática”, salienta. Gomes adianta que, assim que a parte operacional for resolvida, a determinação será a abertura de um mutirão para zerar a espera pelo agendamento para a emissão do documento.

De acordo com o secretário, Uberaba já enfrenta problemas há muitos anos e a situação resulta em um grande número de pessoas à espera do agendamento. Ele lembra que o município já tentou anteriormente firmar o convênio para ampliar a emissão das carteiras de trabalho, mas o pedido foi negado. “Foram diversas tratativas para tentar colaborar, inclusive quando havia dificuldade de transportar documentos ao Ministério do Trabalho, foi disponibilizado veículo para ajudar na celeridade. O problema começou a ficar crônico e solicitamos que o Ministério para o Sine fazer a emissão do documento, o que inicialmente foi negado. Mas não desanimamos”, ressalta.

O prefeito Paulo Piau reforçou que a demora para conseguir o agendamento e emitir a carteira de trabalho prejudica a geração de emprego na cidade. “É um direito do trabalhador de ter acesso ao seu documento, pois sem ele não há emprego. Por isso, embora não seja uma atribuição do município, mas sim do governo federal em parceria com o governo do Estado de Minas Gerais, a Prefeitura vai oferecer o serviço, inclusive aplicando recursos”, argumenta.

Além da segunda unidade, medidas também foram adotadas na UAI para solucionar as dificuldades para o agendamento. Segundo a gerente da unidade, Taciana Almeida, de 54 atendimentos disponíveis por dia, a grade passará a oferecer 74 atendimentos diários. “Um dos pontos observados em nosso monitoramento é o alto número de desistências. Muitas pessoas agendam no site e não comparecem ao atendimento, prejudicando quem realmente precisa”, salienta.

Notícias Relacionadas

DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia