JM Online

Jornal da Manhã 46 anos

Uberaba, 19 de setembro de 2018 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

POLÍTICA

Recursos de acordos judiciais garantem base aérea do Samu

Pelo menos R$125 mil para a construção da base que receberá o helicóptero do Samu em Uberaba estão garantidos por meio de acordos judiciais devido a danos ambientais

- Por Gisele Barcelos Última atualização: 18/04/2018 - 07:49:21.

Divulgação


Helicóptero semelhante ao que atuará no Samu Regional já está garantido pelo governo do Estado de Minas Gerais

Aproximadamente R$125 mil já estão assegurados para consolidar a implantação da base aérea do Samu Regional em Uberaba. Os recursos são provenientes de acordos judiciais celebrados pelo Ministério Público devido a danos ambientais verificados na região.

De acordo com o coordenador regional das Promotorias de Justiça de Defesa do Meio Ambiente, Carlos Valera, os valores foram arrecadados por meio de medidas compensatórias estabelecidas em acordos judiciais. Ele ressalta que a verba já está disponível em conta e será gerida pela Funepu, devido a um Termo de Cooperação Técnica existente entre o Ministério Público, a UFTM e o IFTM.

Valera explica que o montante de R$125 mil será suficiente, pelo menos, para a implantação da estrutura da base aérea para o helicóptero começar as operações. “Nós já alinhamos os expedientes administrativos entre o Corpo de Bombeiros e a Funepu. A expectativa é que a obra seja concluída no prazo necessário até a chegada do helicóptero”, pontuou.

Ontem, a Funepu e o Corpo de Bombeiros realizaram a primeira reunião de trabalho para definir os próximos passos para consolidar o projeto do helicóptero para atendimento do Samu Regional.

Ao todo, o investimento para a implantação da base aérea e reforma do prédio do Corpo de Bombeiros para abrigar a central operacional do Samu Triângulo Sul está orçado em R$300 mil. O valor restante ainda está sendo arrecadado junto à iniciativa privada e prefeituras da região.

À frente de uma comissão composta para arrecadar fundos para a construção da base da aeronave, a Aciu (Associação Comercial, Industrial e de Serviços de Uberaba) continua na busca de apoiadores para o custeio da obra. “Estamos empenhados e não estamos medindo esforços para conquistar toda a verba necessária para esse projeto”, ressaltou o presidente da entidade, José Peixoto.

A base aérea e o helicóptero em Uberaba estão previstos para maio, conforme anúncio feito pelo governador Fernando Pimentel na semana passada. Já a entrada em funcionamento do Samu Regional Triângulo Sul é esperada para junho.

Notícias Relacionadas

DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia