JM Online

Jornal da Manhã 46 anos

Uberaba, 21 de setembro de 2018 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

POLÍTICA

MP aguarda o registro de ocorrência para avaliar medida a ser adotada

A promotora de Defesa do Meio Ambiente, Glaucia Vasques Maldonado de Jesus, será a responsável por apurar possível crime ambiental em APP no Distrito Industrial

- Por Thassiana Macedo Última atualização: 07/03/2018 - 07:11:14.

A promotora de Defesa do Meio Ambiente, Glaucia Vasques Maldonado de Jesus, será a responsável por apurar possível crime ambiental depois que oficiais do Ministério Público identificaram intervenção não autorizada em Área de Preservação Permanente (APP) no Distrito Industrial 1. Na última segunda-feira (5), denúncia anônima informou que servidores municipais estariam realizando a retirada de vegetação, com a ajuda de maquinário pesado, próximo a uma nascente d’água.

Procurada pela reportagem do JM, a promotora informou que os oficiais do Ministério Público foram até o local em diligência, após denúncia endereçada à Promotoria Estadual, dando conta de que o local sofria intervenção irregular, não se tratando de atendimento a pedido ou investigação anterior. Segundo Glaucia Vasques, na realidade houve uma situação flagrante.

Após a lavratura da ocorrência pela Polícia Militar Ambiental, que resultou na condução do secretário de Obras, Nagib Facury, à presença de um delegado de plantão, o caso segue sob análise da Polícia Civil, que irá instaurar inquérito para apurar a responsabilização criminal correspondente à situação verificada. Paralelamente, a promotora Glaucia Vasques aguarda o recebimento do registro da ocorrência para avaliar que medidas serão tomadas para a respectiva responsabilização em âmbito civil do suposto crime ambiental.

A partir do momento em que receber o registro de ocorrência, a promotora afirma que o primeiro passo é avaliar que medidas serão necessárias para reverter a intervenção considerada irregular no local, como a retirada do entulho, e quais as ações devem ser determinadas para a recuperação da APP.

Leia mais: Piau não diz se mandará apurar a suspeita de crime ambiental

Entenda o caso: Secretário é conduzido pela PM para esclarecer crime ambiental

Notícias Relacionadas

DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia