JM Online

Jornal da Manhã 46 anos

Uberaba, 19 de dezembro de 2018 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

POLÍTICA

Fracassa leilão dos equipamentos da planta de amônia da Petrobras

Apesar de 20 empresas habilitadas para o remate, nem uma delas apresentou lances para os 37 lotes colocados à venda

- Por Gisele Barcelos Última atualização: 24/02/2018 - 07:29:52.

Divulgação


Nem mesmo aparelhos que integram o conjunto colocado à venda atraíram o interesse das empresas habilitadas

Apesar de 20 empresas habilitadas para o leilão de equipamentos da fábrica de amônia em Uberaba, nem uma participante apresentou lances para os 37 lotes de aparelhos colocados à venda pela Petrobras. O processo durou três dias, mas foi encerrado sem arremates. Até o momento ainda não há previsão de abertura de novo leilão.

A assessoria de imprensa da Petrobras posicionou que datas e condições para lançamento de novos leilões estão sendo avaliadas pela comissão de alienação da empresa. Conforme a assessoria, detalhes sobre a eventual abertura de novo processo de venda serão divulgados somente após a conclusão da análise pela equipe técnica.

A Petrobras não divulgou qual era a estimativa prevista de arrecadação com o leilão de equipamentos da fábrica de amônia. A empresa justificou que informação poderia influenciar o resultado do processo. Pelo lance inicial previsto no edital, a receita mínima estimada no leilão seria de aproximadamente R$15 milhões. O valor poderia oscilar, pois parte dos equipamentos teve preço inicial fixado em dólar e dependeria da cotação da moeda no dia da venda.

O processo para a venda dos equipamentos da fábrica de amônia foi adiado duas vezes. O leilão estava marcado inicialmente para novembro, mas foi suspenso após articulações para tentar barrar a alienação dos aparelhos. Ministério Público Federal chegou a recomendar a suspensão do arremate.

Entretanto, no início deste mês, grupo de trabalho formado entre a Codemig e a Prefeitura desistiu de interromper leilão de equipamentos da unidade. Em seguida, o MPF retirou a recomendação para suspender a venda.

 

Leia mais

DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia