JM Online

Jornal da Manhã 46 anos

Uberaba, 26 de junho de 2019 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

POLÍTICA

Municípios traçam estratégias para prevenir a febre amarela

Equipe da Secretaria Estadual de Saúde orientou gestores para intensificar vigilância de casos de mortes de macacos e fortalecer a vacinação

- Por Gisele Barcelos Última atualização: 20/01/2018 - 22:03:56.

Municípios do Triângulo Sul discutiram ontem estratégia para prevenção e combate à febre amarela. Equipe da Secretaria Estadual de Saúde orientou gestores para intensificar vigilância de casos de mortes de macacos na região e fortalecer a vacinação.

Conforme dos dados do governo estadual, 12 dos 27 municípios da região estão com indicação para intensificar rotinas de combate, inclusive Uberaba. A cidade notificou esta semana rumores da morte de macaco na zona rural e o caso está em investigação.

Rumores de animais mortos também foram comunicados nas últimas semanas em Água Comprida, Araxá, Santa Juliana, Frutal e Fronteira. As ocorrências estão sendo apuradas. Itapagipe e Pirajuba tiveram mortes de primatas registradas no período e aguardam o resultado de exames para verificar se os óbitos foram causados por febre amarela.

Presente à reunião ontem, a subsecretária de Gestão Regional, Márcia Faria, posicionou que a imunização é a principal estratégia para evitar a proliferação do vírus e reforçou aos municípios a necessidade de conscientizar a população sobre o assunto. Faria também chamou a atenção dos gestores para dar atenção às ocorrências de morte de primatas e encaminhar todas as informações coletadas para a central em Belo Horizonte, pois os dados contribuem para identificar a circulação do vírus no Estado.

O diretor de Vigilância em Saúde, Nelson Ranieri, afirma que medidas preventivas já foram intensificadas em Uberaba após rumores de macaco encontrado morto no bairro rural de Santa Rosa. Ele ressalta que equipe do Departamento de Controle de Zoonoses esteve no local, mas não encontrou o animal. “Mesmo assim, fizemos a notificação ao Estado e estamos monitorando a situação”, salienta.

Após o alerta, a vacinação contra a febre amarela foi estendida e será realizada diariamente nas unidades básicas a partir de segunda-feira (22). Ranieri pondera ainda que os registros observados nas cidades da região trazem preocupação sobre possíveis casos de febre amarela. Por isso, ele afirma que orientação foi dada aos hospitais e a todas as unidades de saúde para notificar pacientes com sintomas suspeitos da doença.

Leia mais

DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia