JM Online

Jornal da Manhã 46 anos

Uberaba, 21 de setembro de 2018 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

POLÍTICA

Em lançamento do Geossítio, fósseis achados na área urbana são expostos

O pesquisador Luiz Carlos Borges Ribeiro pontua que os estudos ainda estão em andamento

16/08/2018 - 22:34:15. - Por Gisele Barcelos Última atualização: 16/08/2018 - 22:35:19.

Em lançamento oficial do Geossítio em Peirópolis ontem, pesquisadores da UFTM apresentaram recomposição de fósseis de dinossauro encontrados em canteiro de obras na área urbana de Uberaba. 

O pesquisador Luiz Carlos Borges Ribeiro pontua que os estudos ainda estão em andamento, mas as análises preliminares indicam que se trata de uma nova espécie de titanossauro. Além disso, ele destacou que o conjunto de ossos pertence a um mesmo animal, sendo o maior exemplar fossilizado encontrado no Brasil até o momento.

Descobertos nas fundações da obra de prédio próximo ao Bosque Jacarandá, os fósseis são de um animal que mediria mais de 26 metros. O material ainda não está em exibição. Após a solenidade ontem, o fóssil foi recolhido para concluir o processo de preparação.

O Geossítio Peirópolis compreende toda a região do bairro rural, abrigando museus, centros de pesquisas e escavações paleontológicas. A inauguração em Peirópolis faz parte do projeto do Geopark Uberaba, que pretende desenvolver o turismo da cidade e destaca três roteiros com ênfase na pecuária zebuína, na religiosidade e na paleontologia.

O projeto Geopark está sendo formatado com o objetivo principal de obter a candidatura oficial junto à Unesco em 2019. De acordo com o prefeito Paulo Piau, a Unesco é detalhista em relação aos procedimentos para conquistar o título e Uberaba está determinada a cumprir todas as exigências. 

Já a reitora da UFTM, Ana Lúcia de Assis Simões, relembrou o papel da universidade na revitalização do complexo de Peirópolis, cuja gestão passou a ser da UFTM em 2010.

Notícias Relacionadas

DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia