Publicidade Rdio JM
Canais Facebook Twitter RSS RSS
Play Store App Store Estúdio Ao vivo
EDIÇÕES ANTERIORES:
 | 
BUSCA:     

 
POLTICA
Tamanho do texto: A A A A
Thassiana Macedo - 27/02/2016

Deciso da Justia reacende debate sobre os limites de plantio de cana

Compartilhar:

Decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) reacendeu discussão política de quase uma década sobre a limitação do plantio de cana-de-açúcar no município de Uberaba. O ministro Gilmar Mendes julgou improcedente recurso extraordinário com agravo contra Ação Direta de Inconstitucionalidade, impetrado pela Prefeitura de Uberaba.

A ação foi iniciada com denúncia popular protocolada no Ministério Público Estadual pelo ambientalista Carlos Marcos Perez Andrade, em 13 de dezembro de 2007, visando ao cumprimento do Plano Diretor (Lei Complementar Municipal nº 359/2006) que proibia o plantio de cana-de-açúcar, respeitada a distância mínima de três mil metros a contar do limite da zona urbana, bem como o cumprimento da Lei Orgânica que estabelecia o limite de 10% do total da área do município para o plantio da cultura. O documento contou com 300 assinaturas.

No entanto, em 18 de dezembro de 2008, a Câmara Municipal aprovou a Lei Complementar nº 397, proposta pelo então prefeito Anderson Adauto, revogando o dispositivo que limitava o plantio de cana. A denúncia popular gerou representação feita pelo promotor de Meio Ambiente, Carlos Alberto Valera, à Procuradoria Geral de Justiça, a qual propôs uma Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADI) perante o Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG) por ferir aos princípios do art. 225 da Constituição Federal e 214 da Constituição Estadual. Em 2014, por unanimidade, a corte mineira julgou inconstitucional a Lei Complementar nº 397/2008.

Para Carlos Perez, agora é preciso saber qual foi o impacto gerado pelo plantio de cana-de-açúcar e reforçar o debate sobre o assunto, propondo a criação de um cinturão verde em torno do perímetro urbano e que o produtor rural seja pago para realizar a recuperação e recomposição do meio ambiente.

Em nota, o procurador-geral do Município, Paulo Salge, afirma que está ciente da situação e esclarece que a decisão do Supremo está sendo observada e que o município tem feito todos os esforços para atender à determinação. Ele informa ainda que já existe Ação Civil Pública que tramita na comarca abordando esta situação de plantio e lá o processo está em fase de perícia, onde se constatará se o que está previsto em lei está sendo efetivamente observado, o que é também a tônica do município. Ele reforça que o município tem atuado firme no que tange à sustentabilidade.



OUTRAS NOTCIAS


Associao de Equoterapia busca apoio de vereadores para ficar na Univerde (28/03)
Projeto na CMU trata da relao entre municpio e sindicalistas (28/03)
Ameaa de sair da gesto das unidades deixa funcionrios da Pr-Sade inseguros (28/03)
Nova quarteirizada contrata mais mdicos e UPAs voltam a funcionar (28/03)
Secretria diz que categoria fecha portas para o dilogo (28/03)
1 dia de greve dos professores tem ato na porta da Prefeitura (28/03)
Parlamentares insistem que PMU quebre contrato com a Pr-Sade (27/03)
Prefeito Paulo Piau rene equipe em workshop para replanejar o governo (27/03)
Feriados antecipam reunies da Cmara em abril (27/03)
Sindicalistas recolhem mil assinaturas contra reforma da Previdncia (27/03)
Sindemu relata ameaas e greve pode ser esvaziada (27/03)
Cmara de Vereadores vira alvo de manifestao contra corrupo (27/03)
Nova edio do Parlamento Jovem ser lanada nesta segunda na Assembleia (26/03)
Presidente falar da sade financeira do Instituto na CMU dia 18 de abril (26/03)
Devedores da Prefeitura tero chance de parcelar dbitos em at 36 parcelas (26/03)
Cobrana do sindicato leva PMU a reduzir valor de dirias no Ipserv (26/03)
PMU renova comisso responsvel por fiscalizar trabalho da OS (26/03)
MP pede afastamento da Pr-Sade da gesto das unidades de sade (26/03)
Nomeada comisso tcnica para a abertura do Hospital Regional (26/03)
Legislativo promulga lei que cria dia contra trote a servios de emergncia (25/03)




EDIÇÃO DE HOJE
Edição de Hoje

Uai Tracker animado
ENQUETE
A Operao Carne Fraca, deflagrada pela Polcia Federal, colocou em xeque a qualidade da carne comercializada no Brasil. O assunto preocupa voc?





JM FORUM
O mais recente LIRAa demonstrou que a infestao do mosquito Aedes aegypti cresceu este ano, na comparao com o mesmo perodo em 2016. Na sua opinio, o que preciso intensificar para reverter este quadro?
Comentar


AS EMPRESAS DO GRUPO JM DE COMUNICAÇÃO
JM Magazine JM Online JM JM Extra JM Rádio Vitória
Todos os direitos reservados ao Jornal da Manhã © 2017