Publicidade Rdio JM
Canais Facebook Twitter RSS RSS
Play Store App Store Estúdio Ao vivo
EDIÇÕES ANTERIORES:
 | 
BUSCA:     

 
POLTICA
Tamanho do texto: A A A A
Thassiana Macedo - 27/02/2016

Deciso da Justia reacende debate sobre os limites de plantio de cana

Compartilhar:

Decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) reacendeu discussão política de quase uma década sobre a limitação do plantio de cana-de-açúcar no município de Uberaba. O ministro Gilmar Mendes julgou improcedente recurso extraordinário com agravo contra Ação Direta de Inconstitucionalidade, impetrado pela Prefeitura de Uberaba.

A ação foi iniciada com denúncia popular protocolada no Ministério Público Estadual pelo ambientalista Carlos Marcos Perez Andrade, em 13 de dezembro de 2007, visando ao cumprimento do Plano Diretor (Lei Complementar Municipal nº 359/2006) que proibia o plantio de cana-de-açúcar, respeitada a distância mínima de três mil metros a contar do limite da zona urbana, bem como o cumprimento da Lei Orgânica que estabelecia o limite de 10% do total da área do município para o plantio da cultura. O documento contou com 300 assinaturas.

No entanto, em 18 de dezembro de 2008, a Câmara Municipal aprovou a Lei Complementar nº 397, proposta pelo então prefeito Anderson Adauto, revogando o dispositivo que limitava o plantio de cana. A denúncia popular gerou representação feita pelo promotor de Meio Ambiente, Carlos Alberto Valera, à Procuradoria Geral de Justiça, a qual propôs uma Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADI) perante o Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG) por ferir aos princípios do art. 225 da Constituição Federal e 214 da Constituição Estadual. Em 2014, por unanimidade, a corte mineira julgou inconstitucional a Lei Complementar nº 397/2008.

Para Carlos Perez, agora é preciso saber qual foi o impacto gerado pelo plantio de cana-de-açúcar e reforçar o debate sobre o assunto, propondo a criação de um cinturão verde em torno do perímetro urbano e que o produtor rural seja pago para realizar a recuperação e recomposição do meio ambiente.

Em nota, o procurador-geral do Município, Paulo Salge, afirma que está ciente da situação e esclarece que a decisão do Supremo está sendo observada e que o município tem feito todos os esforços para atender à determinação. Ele informa ainda que já existe Ação Civil Pública que tramita na comarca abordando esta situação de plantio e lá o processo está em fase de perícia, onde se constatará se o que está previsto em lei está sendo efetivamente observado, o que é também a tônica do município. Ele reforça que o município tem atuado firme no que tange à sustentabilidade.



OUTRAS NOTCIAS


Terceirizao do Restaurante Popular deve ser votada pela CMU nesta quarta (22/08)
Mais 77 aprovados no concurso da Prefeitura foram empossados ontem (22/08)
Sindicato dos Educadores cobra reabertura de negociao salarial (22/08)
Reforma poltica domina participao de MM na sesso da Cmara local (22/08)
MP recomenda checagem das nomeaes de servidores por cotas (22/08)
Apesar de protesto contra, PMU adere ao programa Criana Feliz (22/08)
Maia diz que votar impeachment de Temer traria instabilidade poltica (21/08)
Morre o ex-deputado Joo Bittar aos 54 anos (21/08)
Codau abre licitao este ms para construir barragem no rio Uberaba (21/08)
Curso vai estimular o uso das mesas pedaggicas nos Cemeis (21/08)
Prefeitura deixa de recolher lixo hospitalar do setor privado (21/08)
CMU retoma plenrias aps recesso e traz pauta enxuta (21/08)
Morre, aos 92 anos, ex-senador e fundador do Grupo Carlos Lyra (21/08)
Governo prev economia de R$ 17 bi com fim de fraude em auxlio-doena (20/08)
Servidores pblicos no perdero plano de sade plus com a nova operadora (20/08)
Resoluo de rezoneamento do TRE extingue a 277 Zona de Uberaba (20/08)
Acordo de R$ 11 bilhes pode evitar o leilo de hidreltricas da Cemig (20/08)
Uniube ter R$ 2,1 mi e Funepu, R$ 635 mil, do Hospital Regional (20/08)
Ministro do Planejamento abre mo de R$ 18 mil da remunerao mensal (20/08)
Prefeitura cria comisso para revisar as alquotas do ISSQN (20/08)




ESPECIAL DE ANIVERSRIO 2017
EDIÇÃO DE HOJE
Edição de Hoje

ENQUETE
O Codau iniciou a transposio do rio Claro. Segundo dados da autarquia, a vazo do rio Uberaba est em torno de 1.520 litros/segundo e, para atender demanda da cidade, necessrio um volume de 900 litros/segundo. Voc acredita que a transposio necessria neste momento?





JM FORUM
Governo federal diminuiu a previso do salrio mnimo para 2018, tendo em vista a queda na inflao, prevista ainda para este ano. Assim, o novo salrio mnimo deve ser de R$ 969 e no mais de R$ 979, como previsto, mas ainda poder sofrer mais reajustes at o fim do ano. Qual a sua opinio sobre os novos valores?
Comentar


AS EMPRESAS DO GRUPO JM DE COMUNICAÇÃO
JM Magazine JM Online JM JM Extra JM Rádio Vitória
Todos os direitos reservados ao Jornal da Manhã © 2017