JM Online

Jornal da Manhã 46 anos

Uberaba, 18 de julho de 2019 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

POLÍTICA

Em conversa interceptada pela PF, Ricardo Saud pede "ajuda" de ministro do TST a seu filho advogado

'Talvez eu vá precisar do seu pai', disse o executivo a Erick Wilson Pereira, filho de Emmanoel Pereira, ministro do TST

12/07/2019 - 17:50:14. Última atualização: 12/07/2019 - 17:51:41.

Com o título “Filhotismo Explicito”, a revista eletrônica Crusoé trouxe reportagem com áudio inédito que lança mais suspeitas sobre a relação entre um ministro do TST e seu filho advogado.

O áudio foi gravado em um grampo realizado pela Polícia Federal, em 2014, no celular do então diretor de relações institucionais da J&F, a holding da JBS, Ricardo Saud.

No dia 12 de dezembro daquele ano, Ricardo Saud telefonou para um advogado que atuava para a empresa, Erick Wilson Pereira, para marcar uma reunião. Além dos dois, participariam do encontro Joesley Batista e mais um executivo da JBS. O que, no começo, parecia uma conversa corriqueira entre advogado e cliente termina com um diálogo em que Ricardo Saud indica expressamente que desejava contar com o pai do advogado Pereira em uma “missão”.

“Talvez eu vá precisar do seu pai”, disse Saud ao advogado.

O pai de Erick Wilson Pereira é Emmanoel Pereira, ministro do Tribunal Superior do Trabalho (TST) que até hoje tem em seu gabinete processos da JBS — e que, à diferença do filho, não pode aceitar “missões” de empresa nenhuma.

A reportagem lembra que investigações como as promovidas pela Lava Jato têm sido responsáveis por uma devassa sem precedentes no mundo político e empresarial. 

Leia mais

DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia