JM Online

Jornal da Manhã 46 anos

Uberaba, 20 de julho de 2019 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

POLÍTICA

Autor de pedidos de impeachment de Piau é denunciado na Justiça

Para o promotor, o advogado cometeu os crimes de calúnia, injúria e difamação contra o presidente da Codau, Luiz Guaritá Neto

18/06/2019 - 00:00:00. - Por Gisele Barcelos Última atualização: 18/06/2019 - 13:58:14.

Jairo Chagas


Ao lado de Luiz Guaritá Neto, o promotor concedeu ontem entrevista coletiva, quando considerou haver embasamento para a denúncia

Ação penal movida pelo Ministério Público contra o advogado Vicente Araújo Neto foi distribuída para a 3ª Vara Criminal, coordenada pelo juiz Stefano Renato Raymundo. No processo, o advogado é acusado pela Promotoria de crimes de calúnia, injúria e difamação. Até o momento não há data prevista para o julgamento do caso. 

O advogado é autor de três pedidos de impeachment do prefeito Paulo Piau, todos rejeitados na Câmara Municipal. O embate entre Luiz Neto e Vicente Araújo começou em fevereiro, quando o advogado acusou o presidente da Codau de irregularidades na locação do imóvel-sede da autarquia para benefício próprio e o intitulou de comparsa do prefeito.

Segundo o promotor Laércio Conceição, durante a fase do procedimento investigatório criminal, o Ministério Público verificou as provas apresentadas pelas partes e considerou que havia embasamento na denúncia de crimes de calúnia, injúria e difamação por conta das declarações feitas por Vicente Araújo sobre o presidente do Codau, Luiz Guaritá Neto.

Com isso, o promotor afirma que a decisão foi em prosseguir com a ação penal e apresentar denúncia à Justiça Criminal contra o advogado. O representante do Ministério Público ressalta que a sentença cabe ao juiz, que pode condenar ou absolver o acusado. No entanto, ele adianta que a Promotoria está disposta em ir até última instância para a punição do réu. “Se houver absolvição, vamos buscar junto ao Tribunal de Justiça a revisão da sentença. Isso é uma certeza. Não inicio uma ação penal para morrer em primeiro grau”, manifesta.

Para o presidente da Codau, o posicionamento do Ministério Público já demonstra que as acusações de irregularidades feitas no pedido de impeachment por Vicente Araújo são falsas. De acordo com ele, o advogado age com objetivo eleitoral, para desgastar a administração, com vistas ao pleito do ano que vem. “Não tenho dúvidas que tem cunho eleitoral. É uma perseguição política”, declara. 

Já o advogado acusado defendeu que as denúncias feitas não foram com objetivo de atingir Luiz Neto pessoalmente, mas sim apontar problemas na administração municipal. “Estou tranquilo. Foi uma denúncia técnica, nada pessoal”, declara. Segundo Vicente, a judicialização do caso será uma oportunidade de apresentar os fatos que comprovam que há irregularidade no contrato de aluguel da sede da Codau. “Eu esperava que o Ministério Público fosse investigar a minha denuncia e não tentar transformar o denunciante na pessoa alvo de questionamentos”, encerra.

Leia mais

DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia