JM Online

Jornal da Manhã 46 anos

Uberaba, 26 de junho de 2019 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

POLÍTICA

No mês de abril foram abertas 204 vagas de emprego na cidade

Após resultado negativo em março, no mês de abril a cidade voltou a gerar emprego e os setores de serviços e indústria foram destaques

25/05/2019 - 00:00:00. - Por Luiz Gustavo Rezende Última atualização: 25/05/2019 - 17:46:33.

Ao contrário do mês de março, quando 162 postos de trabalho foram fechados em Uberaba, em abril o saldo na geração de emprego foi positivo. De acordo com dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), divulgados ontem (24), houve 3.280 admissões  contra  3.076 demissões, perfazendo a abertura de 204 vagas de trabalho. 

A diferença entre contratações e demissões representa variação de 0,26%. Em março, foram efetivadas 3.172 admissões, contra 3.334 demissões, contabilizando saldo negativo de 162 postos de trabalho com carteira assinada no município.

Mesmo em período de forte movimentação rural, o setor agropecuário demitiu no mês passado 40 pessoas a mais que contratou variando negativamente 1.08%. O comércio também teve significativo saldo negativo de 0.49%, com 89 demissões a mais que contratações.

Com o maior número positivo, no número de pessoas contratadas, o setor de serviços abriu no mês passado 189 vagas, quando foram admitidos 1.234, desligados 1.045 e teve variação positiva de 0,55%. A indústria de transformação foi o segundo setor com maior número de admissões: 124.

No ano. Já na construção civil foi onde houve maior número de desligamentos no acumulado dos últimos doze meses, com 5.174 demissões frente a 4.880 contratações, com saldo negativo de 294 vagas de emprego, com o setor variando negativamente 6.04%. A maior variação negativa em percentual foi o ramo da mineração extrativa -10,21%.

O saldo geral de contratações, nos últimos doze meses, também é tímido. Com 36.154 trabalhadores contratados e 35.837 demissões, resta um saldo de 317 admissões. O número representa variação positiva de apenas 0,41%.

Em nível nacional, o Brasil criou, em abril, 129,6 mil vagas formais de emprego, o melhor resultado para o mês desde 2013, mostram os dados do Caged, divulgados nesta sexta-feira (24) pelo Ministério da Economia. 

E Minas Gerais foi o segundo estado da federação que mais abriu vagas no mês de abril, com 22.348 novos postos de trabalho, perdendo apenas para São Paulo, que criou 50.168 postos.

Leia mais

DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia