JM Online

Jornal da Manhã 46 anos

Uberaba, 25 de maio de 2019 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

POLÍTICA

"É um absurdo vereador ter de pedir bênção para entrar em órgãos públicos", diz Denise

Antes de tomar uma decisão sobre abertura de algum procedimento, a parlamentar frisou que será justa e ouvirá todas as partes envolvidas

15/05/2019 - 00:00:00. - Por Marconi Lima Última atualização: 15/05/2019 - 14:44:12.

Presidente da Comissão de Ética da Câmara Municipal de Uberaba (CMU), a vereadora Denise Max (PR) disse em plenário, ontem, que convocará os vereadores Thiago Mariscal (MDB) e Kaká Carneiro (PR), alvos de pedidos de ação no colegiado por falta de decoro. Antes de tomar uma decisão sobre abertura de algum procedimento, a parlamentar frisou que será justa e ouvirá todas as partes envolvidas. 

Mas a vereadora reclamou da postura do Executivo. Segundo ela, ao solicitar que o Legislativo envie pedido formal à Prefeitura para autorização da entrada de parlamentares em órgãos públicos, fica comprometida uma das obrigações do vereador, que é o de fiscalizar. “Está difícil ser vereador em Uberaba. Agora, ter que pedir bênção para entrar nos locais, fica complicado. Como vamos fiscalizar? Claro que devemos entrar nos lugares com educação. Parece-me que houve alguns excessos nos casos que chegaram à Comissão de Ética. Mas, vereador ter que pedir bênção para entrar em lugares públicos é absurdo. É um dever que todos temos, de fiscalizar os órgãos públicos”, comentou Denise. “Não vou deixar vereador ter que pedir bênção para entrar em órgão público. Então, o que somos aqui? Palhaços? Eu não! Não podemos ser paus mandados”, protestou a presidente da Comissão de Ética. 

Durante a primeira reunião ordinária de maio, cinco instituições e mais órgãos da administração municipal ingressaram com pedido na Comissão de Ética contra os vereadores Kaká Carneiro e Thiago Mariscal por quebra de decoro parlamentar.

Leia mais

DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia