JM Online

Jornal da Manhã 46 anos

Uberaba, 19 de julho de 2019 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

POLÍTICA

Uberaba gera 141 novas vagas de emprego durante o mês de fevereiro

Uberaba registra saldo positivo de empregabilidade pela primeira vez este ano, conforme números do Caged

26/03/2019 - 00:00:00. - Por Gisele Barcelos

Uberaba registra saldo positivo de empregabilidade pela primeira vez este ano, conforme números do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged). O levantamento divulgado ontem pelo governo federal apontou que a cidade registrou 3.042 contratações e 2.901 de desligamentos, o que resultou em saldo positivo de 141 postos de trabalho.

O sistema do Ministério do Trabalho não disponibilizou a movimentação de cada setor da economia no mês de fevereiro para verificar se houve segmentos com déficit no período. Em janeiro, Uberaba fechou com saldo negativo de 129 vagas. O resultado foi puxado principalmente pelo número maior de demissões nos setores do Comércio e da Construção Civil.

No acumulado dos dois primeiros meses, foram criados 6.065 novos empregos em Uberaba, contra 6.043 demissões. O resultado é saldo positivo de 22 vagas. O Comércio fechou o bimestre no vermelho, com 354 demissões a mais do que os empregos gerados no período. Já a Construção Civil aparece com déficit de 169 vagas.

Por outro lado, a Agropecuária apresenta o melhor resultado de empregabilidade, com saldo de 205 postos de trabalho no bimestre. O setor de Serviços aparece em seguida, com o total de 189; e depois a Indústria de Transformação, com 146. 

De acordo com o secretário municipal de Desenvolvimento Econômico, Turismo e Inovação (Sedec), José Renato Gomes, o resultado traz boas perspectivas para 2019. “Mesmo diante de crises, o mercado já está sentindo mudanças e Uberaba não perde investimentos. São vários empreendimentos anunciados para o município e eles trarão mais oportunidades de emprego, mais geração de renda e mais desenvolvimento. Nossa expectativa, portanto, é que os índices se mantenham positivos”, salienta.

Leia mais

DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia