JM Online

Jornal da Manhã 46 anos

Uberaba, 20 de março de 2019 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

POLÍTICA

PMU repassa recurso ao Ipserv, mas ainda deve parte patronal

Município liberou recursos retidos na folha de pagamento dos servidores relativos ao período de maio a novembro

22/02/2019 - 00:00:00. - Por Gisele Barcelos Última atualização: 22/02/2019 - 07:32:55.

Arquivo

Ipserv ainda continua com crédito junto à prefeitura referente à parte patronal e a de trabalhadores do mês de dezembro

Prefeitura acerta parte dos repasses ao Ipserv (Instituto de Previdência dos Servidores Públicos Municipais de Uberaba), mas ainda está com contribuição patronal em atraso. O município acumulava débito total de R$20 milhões com o instituto, sendo quase R$ 7 milhões referentes a valores descontados do holerite dos funcionários e que não foram repassados ao órgão.

Conforme relatório, em reunião do conselho administrativo do Ipserv, a Prefeitura pagou as contribuições retidas em folha dos servidores, relativas ao período de maio a novembro de 2018. Apenas R$1.398.200,00 referentes ao recolhimento em folha do mês de dezembro ainda não foram acertados.
 
Por outro lado, o município continua pendente com o pagamento de R$7.513.510,50 da cota patronal não repassada ao longo de 2018. Segundo posicionamento encaminhado ao conselho administrativo do instituto, a dívida deverá ser objeto de um novo parcelamento.
 
A administração municipal vem justificando que os atrasos aconteceram por causa da crise financeira devido à ausência dos repasses do Estado. Nos últimos dois anos, vários parcelamentos já foram feitos para viabilizar a renovação do Certificado de Regularidade Previdenciária (CRP), necessário para celebrar contratos com a União e empréstimos por instituições financeiras federais. O documento atual tem validade até o dia 19 de junho. 
 
Na reunião, o conselho administrativo também discutiu o encerramento do exercício de 2018. O Ipserv fechou o ano com receita total arrecadada de R$105.822.076,21 e uma despesa total paga de R$68.352.882,97.
 
Além disso, foi tratada a possibilidade de mudança nas estratégias de alocação de investimentos do instituto, que hoje possui patrimônio líquido acima de R$340 milhões, aplicado em três instituições financeiras de grande porte (Caixa Econômica Federal, Banco do Brasil e Itaú). 

Leia mais

DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia