JM Online

Jornal da Manhã 46 anos

Uberaba, 17 de outubro de 2018 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

POLÍTICA

Concorrentes ao governo de Minas trocam farpas a respeito da cultura

Uma mensagem publicada por Anastasia acusou Romeu Zema de defender o fim dos incentivos culturais, e a resposta foi imediata

11/10/2018 - 22:34:35. - Por Gisele Barcelos Última atualização: 12/10/2018 - 10:01:05.

Romeu Zema e Antonio Anastasia trocam farpas pelas redes sociais ao debater questões relacionadas à área de cultura

Candidatos ao governo de Minas, Antonio Anastasia (PSDB) e Romeu Zema (Novo) trocam farpas nas redes sociais por causa de propostas na área da cultura. O bate-boca começou por causa de mensagem publicada pelo tucano. Anastasia acusou o adversário de defender o fim dos incentivos culturais. "O outro candidato vai desmantelar a cultura do Estado, acabar com todos os incentivos e com a Secretaria de Cultura", disse.

Em contrapartida, o candidato do Novo rebateu as declarações do tucano e disse que artistas famosos foram privilegiados nas gestões anteriores. Segundo Zema, a melhor política cultural é garantir que a população tenha dinheiro para atividades de lazer. "Não adianta nada o governo dar milhões para alguns artistas se a grande maioria sequer tem dinheiro para ir ao cinema, ao teatro ou participar de um evento cultural", argumentou.

Zema disse ainda que conhece mais de cultura popular do que Anastasia e manifestou que o tucano privilegiou as políticas do setor para “elites”. "Eu vim do interior, conheço muito mais do que ele sobre folia de reis, congado, que, provavelmente, ele viu poucas vezes na vida e eu já vi muito. Quem tem dinheiro vai preservar essa cultura tão rica que nós temos. Não é construindo um edifício fenomenal para uma elite frequentar que nós estaremos fazendo cultura. A cultura é do povo e não de uma elite que frequenta uma monstruosidade que custou milhões", atacou.

 

Leia mais

DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia