Publicidade Rdio JM
Canais Facebook Twitter RSS RSS
Play Store App Store Estúdio Ao vivo
EDIÇÕES ANTERIORES:
 | 
BUSCA:     

 
POLTICA
Tamanho do texto: A A A A
Gisele Barcelos - 10/01/2017

Agremiao descarta ataque ao agronegcio em samba-enredo

Compartilhar:

Após reação de entidades ligadas ao setor rural, Imperatriz Leopoldinense se manifestou nas redes sociais e descartou ataque ao agronegócio no samba-enredo apresentado para o carnaval 2017 no Rio de Janeiro. ABCZ e Girolando divulgaram notas de repúdio à escola de samba carioca na semana passada.

Por meio das redes sociais, o carnavalesco Cahe Rodrigues posicionou que a Imperatriz Leopoldinense abordou no ano passado a história da dupla sertaneja Zezé Di Camargo e Luciano, mostrando a vida do homem do campo e a importância da produção agropecuária da região Centro-Oeste para o abastecimento.

Dessa forma, o carnavalesco argumentou que não houve intenção de atacar o setor rural com o samba-enredo de 2017.  “Seria, no mínimo, estranha a nossa posição de exaltarmos o trabalho de produtores rurais num carnaval e criticá-lo no outro [...]. Nunca foi nossa intenção agredir o agronegócio, setor produtivo de nossa economia a quem respeitamos e valorizamos”, continua o texto.

O carnavalesco carioca ainda ponderou que as críticas são apenas à exploração da terra de forma não sustentável, que prejudica a preservação do meio ambiente. “Combatemos, sim, em nosso enredo, o uso indevido do agrotóxico, que polui os rios, mata os peixes e coloca em risco a vida de seres humanos, sejam eles índios ou não, além de trazer danos, em alguns casos irreversíveis, para nossa fauna e flora”, acrescentou. 

Além disso, Rodrigues afirmou que o ponto principal do tema deste ano é abordar a importância da reserva do Parque Indígena do Xingu e defender o respeito à população indígena. “Nosso objetivo não é outro senão fazer um alerta sobre os riscos que ainda ameaçam as 16 etnias que ali resistem e, indiretamente, muitas outras espalhadas pela Amazônia [...]. Quando a Imperatriz decidiu levar o Xingu para a Avenida, tinha uma razão muito forte. Ela quer dizer apenas: respeitem o nosso índio e aprendam, com ele, a amar o que chamamos de Brasil”, encerrou.



OUTRAS NOTCIAS


Contas do primeiro ano de governo de Pimentel vo para anlise da Assembleia (17/10)
Passe escolar com desconto para cursos profissionalizantes barrado (17/10)
Executivo encaminha projeto de protocolo e CMU mantm veto (17/10)
Participantes de audincia cobram mais alternativas para abastecer a cidade (17/10)
PMU lamenta uso do Poder Judicirio e fala em condenao prvia (17/10)
Ao popular pede o afastamento do secretrio de Governo do cargo (17/10)
Justia confirma a inconstitucionalidade da Lei que autorizava a terceirizao da sade (16/10)
MPF pede afastamento cautelar do ministro da Sade devido disputa da Hemobrs (16/10)
Irmos Wesley e Joesley Batista viram rus por manipulao de mercado (16/10)
Aciu participa da feira e oferecer suporte e servios aos associados (16/10)
ExpoCigra ter Startup Talks com talkshow e palestra de Fbio Veras (16/10)
Denise cobra cumprimento de lei que prev plstica para mulheres vtimas de violncia (16/10)
Cmara aprecia veto ao projeto que prev protocolo para vagas em Cemeis (16/10)
Codau realiza audincia pblica para discutir projeto de represa (16/10)
Tribunal de Contas da Unio intima prefeituras a entregarem informaes (15/10)
Para secretrio, ainda cedo para comemorar resultados do VAF (15/10)
Tribunal Superior Eleitoral distribuir aos partidos recursos do Fundo Eleitoral (15/10)
Com reforma poltica, Caio Narcio e MM tero de reduzir campanhas (15/10)
Licitao do georreferenciamento ser retomada somente em 2018 (15/10)
49% dos eleitores j fizeram cadastramento biomtrico (14/10)




EDIÇÃO DE HOJE
Edição de Hoje

ENQUETE
Petrobras divulgou recentemente novos aumentos para o gs e tambm para os combustveis. Porm, o que se viu na prtica foram aumentos muito superiores s alquotas divulgadas pela estatal, deixando o consumidor preocupado. Na sua opinio, quem deve fiscalizar esses aumentos?








JM FORUM
Vereadores encaminharam ofcio ao governo estadual requerendo a instalao de mais cmeras do Olho Vivo nas imediaes da praa Frei Eugnio, no centro, e na avenida Ablio Borges de Arajo, na Abadia. Voc acredita que esses so pontos onde, de fato, h necessidade de instalao de monitoramento?
Comentar


AS EMPRESAS DO GRUPO JM DE COMUNICAÇÃO
JM Magazine JM Online JM JM Extra JM Rádio Vitória
Todos os direitos reservados ao Jornal da Manhã © 2017