JM Online

Jornal da Manhã 46 anos

Uberaba, 17 de outubro de 2018 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

POLÍCIA

Agente penitenciário acusado de matar a própria mulher a tiros

Mariane Cristine dos Santos, 27 anos, foi executada na garagem de sua residência, situada na rua Mônica Machiyama. O suspeito do feminicídio está foragido

- Por Renato Manfrim Última atualização: 03/01/2018 - 11:34:45.

Foto/Jairo Chagas


Mariane Cristine foi executada na garagem da casa em que vivia com o marido e dois filhos menores

Agente penitenciário do presídio de Conceição das Alagoas é acusado de matar a sua mulher com dois tiros nas costas, na noite de segunda-feira (1º), no bairro Alfredo Freire 3. Mariane Cristine dos Santos, 27 anos, foi executada na garagem de sua residência, situada na rua Mônica Machiyama. O suspeito do feminicídio está foragido.

De acordo com o delegado responsável pela Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), Cyro Outeiro, o advogado do suspeito disse que o mesmo está à disposição da Justiça para se apresentar quando for intimado. Por outro lado, o advogado não informou onde o agente penitenciário se encontra. “Vou intimar na semana que vem. Tudo indica que o crime foi passional, mas o advogado não me disse o motivo”, comentou Cyro, que, por enquanto, não ouviu depoimentos de testemunhas.

Por outro lado, segundo informações de testemunhas repassadas à Polícia Militar, o casal estava na residência de familiares, comemorando o ano-novo, e, quando foi embora, parecia que estava tudo normal entre eles. Por outro lado, ainda conforme testemunhas, em outras situações o casal brigava muito por ciúme.

Poucos minutos depois de o casal ter saído da festa, o agente voltou ao local e entregou a chave do imóvel deles a um dos familiares da vítima. Em seguida, disse para eles se deslocarem até a residência do casal para ver o que havia acontecido. Ao chegarem ao local, a vítima estava caída na garagem. Médico do Samu constatou o óbito no local do crime.

A perícia técnica da Polícia Civil constatou, além das duas perfurações na nas costas da vítima, cinco cápsulas deflagradas de pistola calibre 22 e uma munição intacta do mesmo calibre, sendo que as mesmas foram recolhidas pelo perito.

Mariane dos Santos, que foi sepultada ontem, na parte da tarde, no cemitério Nossa Senhora Medalha Milagrosa, deixa um casal de filhos, de oito e 10 anos.

Leia mais

DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia