JM Online

Jornal da Manhã 46 anos

Uberaba, 17 de agosto de 2018 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

POLÍCIA

Ex-marido mata mulher a facadas após ‘bebedeira’ no Gameleiras 2

Esse foi o quarto assassinato deste ano praticado por companheiros ou ex-companheiros contra mulheres

Por Renato Manfrim . Última atualização: 14/02/2018 - 11:10:08.

Sandro Neves


Peritos da Polícia Civil estiveram no local para a realização dos levantamentos de praxe e condução do corpo para o IML

Daniela Fabiana Granela Gonçalves, 36 anos, foi morta a facadas na madrugada de ontem e o principal suspeito é o ex-marido, de 35 anos, que após o crime fugiu numa motocicleta Honda Twister preta. Esse foi o quarto assassinato contra mulher em Uberaba, este ano, e todos os crimes praticados por companheiros ou ex-companheiros. Segundo informações, o motivo desse crime seria o fato do suspeito não aceitar o fim do relacionamento, o que ocorreu recentemente.

Conforme o registro da PM, o crime aconteceu em residência da rua Miriam Graças Vieira, no Parque das Gameleiras 2, onde vítima e suspeito, juntamente com amigos, fizeram uso de bebidas alcoólicas desde a tarde da última segunda-feira. 

Em determinado momento, o ‘ex-casal’ começou a discutir e a brigar, sendo que o suspeito agarrou a vítima. Testemunha relatou à PM que tentou intervir, mas foi empurrada pelo suspeito que estava com uma faca de grande porte. Em seguida, a vítima foi arrastada de forma violenta para dentro do banheiro e depois o suspeito fechou a porta. Ainda segundo relato de testemunha, ouviu-se o barulho de golpes de faca e os gritos da vítima. Depois, o suspeito abriu a porta e saiu correndo para a rua com a faca nas mãos e fugiu em sua motocicleta sentido ao bairro Nossa Senhora da Abadia.

De acordo com a PM, a vítima sofreu grandes cortes no pescoço e na boca. Equipe médica do Samu constatou o óbito da vítima no local. A perícia técnica da Polícia Civil realizou os trabalhos de praxe e, em seguida, o corpo foi encaminhado para o Instituto Médico Legal (IML), onde passaria por análise do médico legista e, posteriormente, foi liberado para o sepultamento. Até o fechamento desta edição não havia informações sobre o local e a hora do enterro de Daniela. Segue rastreamento para prender o suspeito.
 

Notícias Relacionadas

DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia