JM Online

Jornal da Manhã 46 anos

Uberaba, 25 de junho de 2019 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

POLÍCIA

Morte de jovem esfaqueado no “Rio de Janeiro” tem 2 versões

A Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), em Uberaba, investiga assassinato do jovem Igor Donizetti Carneiro, 21 anos, esfaqueado por volta da 0h de ontem

- Por Renato Manfrim Última atualização: 30/12/2017 - 09:26:39.

Reprodução


Residencial Rio de Janeiro, onde ocorreu, na madrugada de ontem, o homicídio do jovem de 21 anos

A Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), em Uberaba, investiga assassinato do jovem Igor Donizetti Carneiro, 21 anos, esfaqueado por volta da 0h de ontem na altura do número 81 na rua Helenice Beatriz Prado Souza, Residencial Rio de Janeiro.

Segundo informações da PM, o jovem morreu a caminho do pronto-socorro do HC/UFTM, quando era resgatado pela unidade de resgate do Samu, que, em seguida, encaminhou o corpo ao IML para necropsia e liberação aos familiares para sepultamento.

Testemunhas contaram à PM duas versões para o crime, sendo que numa delas o amigo da vítima disse que a mesma foi esfaqueada durante briga, enquanto a outra testemunha, que é motociclista e diz ter visto o crime, contou aos militares que a vítima teria tentado assaltar homem que reagiu e a esfaqueou.

O irmão da vítima relatou à Polícia Militar que o jovem havia saído de casa em companhia de um amigo, de 16 anos, e 20 minutos depois recebeu a notícia de que ele estava esfaqueado e caído na rua. O amigo relatou que visualizou a vítima em companhia de outro indivíduo, porém não soube informar mais detalhes sobre a conversa. A vítima havia lhe pedido para esperar no final de uma rua do bairro.

De repente, Igor voltou correndo, alegando que havia sido esfaqueado, mas não informou quem era o autor. O amigo questionou o que havia ocorrido, sendo que a vítima lhe disse que a facada foi decorrente de uma briga. Neste momento, o amigo de Igor teria pedido apoio de quem passava no local e de imediato o Samu foi acionado.

Segundo a Polícia Militar, durante patrulhamento pelo local, um motociclista parou a viatura da PM, informando que um homem havia sido esfaqueado após tentar assaltar um senhor. No entanto, disse que este senhor (que não foi localizado) reagiu ao assalto e efetuou um golpe de faca contra Igor. Desta forma, os militares pediram mais informações, mas a testemunha se negou, por medo, a formalizar a denúncia, sendo que em seguida foi embora do local.

Ainda de acordo com o registro da PM, os militares realizaram contato com o perito de plantão, mas, pelo fato de o local do crime não estar preservado pela necessidade do socorro e sem mais informações de autoria, ele não foi até o local onde a vítima foi localizada. A PM mantém buscas para localizar e prender o suspeito do homicídio, que ainda não foi identificado.

Leia mais

DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia