JM Online

Jornal da Manhã 46 anos

Uberaba, 14 de dezembro de 2018 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

POLÍCIA

Empresa no DI-1 tem prejuízos de mais de R$ 1,5 milhão com furtos

Em um ano a firma que fabrica materiais de fibra de vidro e carbono foi alvo de quatro furtos, sendo dois em apenas 30 dias

20/11/2018 - 00:00:00. - Por Renato Manfrim Última atualização: 20/11/2018 - 11:54:20.

Foto/divulgação

Além de levar equipamentos muito caros, os ladrões ainda destruíram o sistema de alarme e danificaram paredes, móveis e utensílios 

Empresa do segmento de compósitos (estrutura à base de composto de fibra de vidro e carbono) situada no Distrito Industrial 1, em Uberaba, foi alvo de furto por duas vezes neste último mês. Segundo informações, durante cerca de um ano a empresa já foi alvo desta modalidade de crime por quatro vezes, sendo que no total já teve um prejuízo de cerca de R$1,5 milhão. Os criminosos ainda não foram identificados. 

O último caso aconteceu na madrugada de ontem, quando foram furtados aproximadamente R$500 mil em materiais. Suspeita-se que um dos marginais seja ex-funcionário da empresa. Ele foi demitido há cerca de 40 dias. Todo o sistema de câmeras de segurança da empresa foi destruído pela quadrilha durante o último crime.

Ao todo já foram roubados da empresa três carros, 60 pneus com rodas novos, entre outras peças retiradas de carros novos; 38 computadores com monitores de 26 polegadas com os teclados, mouses, estabilizadores, seis notebooks, quatro impressoras grandes; ferramentas de todos tipos e tamanho, como, por exemplo, 20 furadeiras, lixadeiras, furadeiras magnéticas e furadeiras de impacto com rompedores, de uso exclusivo da construção pesada. “Resumindo, nos deixaram ao pó e temos que recomprar tudo isso novamente, pois ganhamos uma grande obra estrutural da reforma do aeroporto de Salvador, onde construiremos todas as novas rampas e escadas de embarque, salas de embarque, etc. A polícia não pega esses vagabundos porque não vai atrás”, desabafou o proprietário. 

Segundo o delegado Luiz Tortamano, chefe do Departamento de Furtos contra o Patrimônio em Uberaba, os suspeitos ainda não foram identificados, sendo que as investigações estão no início. “Do primeiro furto deste mês já temos o inquérito, mas, quanto a este segundo crime, não recebi a informação. Vou recebê-la na semana que vem”, comentou o delegado.

Leia mais

DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia