JM Online

Jornal da Manhã 46 anos

Uberaba, 18 de julho de 2019 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

POLÍCIA

Boato de prisão de "lobisomem" ganha redes sociais e PM esclarece

Falsa Prisão de um homem transvestido de lobisomem foi assunto nas redes sociais

15/06/2019 - 00:00:00.

Falsa Prisão de um homem transvestido de lobisomem foi assunto nas redes sociais

As cidades do Sul de Minas contaram com um assunto peculiar; a suposta existência de um homem fantasiado de lobisomem assustando moradores. A população de Bom Repouso, Ouro Fino, Bueno Brandão, Monte Sião e Jacutinga, entre outros municípios mineiros e até de São Paulo, se preocuparam depois de relatos de um homem transvestido de lobisomem que até abordava pessoas pelas ruas.

Com o auxílio das redes sociais como WhatsApp, Facebook e Twitter, a transmissão dos boatos e relatos ganharam força.
Na cidade de Bom Repouso, que possui cerca de 10 mil habitantes correu a notícia de que o lobisomem teria sido preso. Na operação de captura, a polícia contou até com o apoio de militares do exército. De acordo com o texto compartilhado, o ‘monstro’ havia passado por Jacutinga, Ouro Fino, Monte Sião e Bueno Brandão antes de chegar à cidade. Detido e identificado, o relato apontava um artista de Varginha que tinha a intenção de brincar e assustar as pessoas.

“Ouvi e vi na internet, mas acho que é fake. Na delegacia aqui não teve ninguém preso em um caso como esse. Acho que teríamos ficado sabendo”, comentou uma funcionária de uma pousada local.

“Vi na internet o pessoal comentando sobre isso, já tem uns três dias. Mas é ‘fake’. A polícia costuma me avisar desses ocorridos e não falaram nada”, confirma um funcionário da Câmara de Vereadores da cidade. Varginha é conhecida nacionalmente por ser palco de encontros com extraterrestres e, se pelo menos esse caso não é fictício, é certeza que o do lobisomem não passou de boato.

“É boato. Não tivemos prisão de ninguém nesse sentido. Até no estado de São Paulo ouviram falar dessa história. Recebi mensagens através do pessoal de São Paulo e não aconteceu nada disso. É a primeira vez que tomo conhecimento de comentários assim pela cidade”, explica o sargento Andrade, da Polícia Militar de Bom Repouso.

*Com informações de o Estado de Minas 

Leia mais

DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia