JM Online

Jornal da Manhã 46 anos

Uberaba, 25 de maio de 2019 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

POLÍCIA

População denuncia envenenamento de animais em Frutal

Crime teria ocorrido no bairro José Sales Filho

21/02/2019 - 13:43:54. Última atualização: 21/02/2019 - 13:51:58.

Foto/Reprodução

Envenenamento de animais tem tirado o sono de moradores de Frutal, distante cerca de 140km de Uberaba. Denúncias foram registradas nos últimos dias envolvendo cães e gatos que teriam sido envenenados no bairro José Sales Filho, deixando população da região preocupada com a situação. 

De acordo com a dona de um dos cachorros que morreram após ser envenenado, Angela Maria Rufino, os cães geralmente ficam dentro de casa e quando saem por pouco tempo na rua, voltam passando mal. “Não sei o motivo pelo qual estão envenenando os animais de estimação. A minha [cachorra] não deu tempo de salvar. Outro dia que eu havia saído pela manhã, tinha dois gatos mortos na esquina da minha casa também com veneno”, lamenta.

Segundo a moradora, os animais não oferecem incomodo aos vizinhos. “A minha cachorra, por exemplo, não dava trabalho algum. Não mexia em lixo e era obediente. Os gatos também sempre ficavam dentro de casa”, relata.

Ao Portal Online da cidade, o delegado regional Fabrício Oliveira Altemar descreveu as penalidades para quem for flagrado cometendo esse tipo de crime “A pessoa responde por crimes de maus tratos contra os animais, previsto na lei 9.605. Desde que identificado, será conduzido para a delegacia”, afirma. Dessa forma, será designada uma audiência. “Sendo réu primário, vai ter direito à transação penal e o processo judicial vai transcorrer normalmente, até que haja uma condenação”, acrescenta.

O delegado analisa que este tipo de crime ocorre de forma clandestina. “Se faz de forma astuta, jogando principalmente veneno de rato misturado com uma carne ou outra comida, para que os animais comam e morram envenenados. Se houver algum suspeito, ele deve ser indicado à polícia, até mesmo de forma anônima, para que nós possamos tomar as providências necessárias”, finaliza 

Leia mais

DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia