JM Online

Jornal da Manhã 46 anos

Uberaba, 25 de abril de 2019 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

POLÍCIA

Adolescente acusa homem de estupro no Parque das Gameleiras

A jovem ajuda a olhar os filhos de sua vizinha e teria sido importunada pelo concunhado da proprietária da casa

18/01/2019 - 09:12:50.

Homem é levado para prestar esclarecimentos ao ser acusado de estupro no Parque das Gameleiras. A ocorrência foi registrada na rua Silvio Pires de Oliveira, às 11h30 desta quinta-feira (17).

A jovem, de 15 anos, disse à Polícia Militar que ajuda a olhar os filhos de sua vizinha, de 22 anos, e que nesses dias estava dormindo na residência dela. Segundo ela, nesta quinta, dormia na casa e, por volta de 8h30, o autor, de 45 anos, teria colocado um travesseiro em sua cabeça e começado a passar as mãos em seus seios.

A vítima relatou, ainda, que teria conseguido gritar pela vizinha, a qual teria chegado na janela do quarto e questionado ao autor o que estava acontecendo. Neste momento, a jovem afirmou que o homem saiu da residência sem falar nada. Ainda conforme a vítima, em outro dia o autor teria tentado beijá-la à força.

A mulher relatou que o suposto autor teria deslocado até a residência dela para deixar uma bomba de veneno, momento em que ouviu os gritos da adolescente e chegou na janela do quarto. Ela afirmou que viu o homem dentro do quarto com um travesseiro em mãos, no entanto, não viu se ele passou as mãos nos seios da adolescente.

Os militares realizaram contato por telefone com o suposto autor e informou que estava aguardando a guarnição na avenida Deputado José Marcus Cherem. Ao chegar no endereço, o homem informou que teria se deslocado até a casa da jovem de 22 anos, que é sua concunhada, para deixar uma bomba de veneno.

Ele relatou, ainda, que teria se deslocado até o quarto onde a adolescente estava dormindo e teria pego um travesseiro e colocado em seu rosto, dizendo “que vida boa, dormindo até uma hora dessa”. Neste momento, o homem disse que a jovem teria acordado e começado a lhe xingar, ficando nervosa.

O homem negou que teria passado a mão na jovem e que, diante da situação, teria saído da casa e ido embora. Segundo ele, no quarto estava os dois sobrinhos dele e a mulher, de 22 anos, na janela.

Diante dos fatos, o autor foi conduzido para atendimento médico e apresentado à Delegacia de Plantão. 

Leia mais

DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia