JM Online

Jornal da Manhã 46 anos

Uberaba, 18 de novembro de 2018 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

ESPORTE

Flamengo tenta recuperar Henrique Dourado durante pausa da Copa

Última atualização: 21/06/2018 - 07:59:57.

O Flamengo tem como desafio aproveitar a pausa no Campeonato Brasileiro para recuperar Henrique Dourado durante a Copa do Mundo.
Com dez gols, o Ceifador é o artilheiro do time na temporada ao lado de Vinicius Júnior. O centroavante, no entanto, apresentou considerável queda de rendimento recente e balançou as redes apenas uma vez nas últimas 11 partidas.

Trazer Dourado de volta se torna ainda mais importante em razão da venda de Felipe Vizeu para a Udinese, da Itália, e da indefinição sobre o peruano Paolo Guerrero. O contrato do camisa 9 termina em 10 de agosto, mas a situação relacionada ao caso de doping gera desconforto e impasse sobre sua continuidade.

O fato é que o Flamengo irá ao mercado para reforçar o setor. Sem Vinicius Júnior, que se apresentará ao Real Madrid, da Espanha, o clube precisa de peças de reposição no lado do ataque e também na função de centroavante, ainda que tenha o jovem promissor Lincoln no elenco. Só que as ações são independentes. É denominador comum que Henrique Dourado precisa voltar a ser uma opção viável.

No time rubro-negro, o camisa 19 segue imbatível nas cobranças de pênaltis, mas sofre no combate contra os zagueiros e para balançar as redes com a bola rolando. A característica recente de jogo do Flamengo, que se acostumou ao pivô realizado por Guerrero, não encaixou com o Ceifador.

O momento é ruim. Foram nove jogos de jejum até o gol de pênalti na vitória sobre o Fluminense por 2 a 0. A queda de rendimento causou até a perda da titularidade no empate por 1 a 1 com o Palmeiras no Allianz Parque. Mesmo se despedindo do clube, Felipe Vizeu foi o titular em São Paulo.
Dourado só apareceu ao receber o cartão vermelho no banco de reservas. Ele foi um dos seis expulsos na confusão que tomou conta do fim do jogo no Allianz Parque. O técnico Maurício Barbieri, inclusive, explicou o papo que teve com o atacante ao comunicar a saída da equipe titular.

"Conversei com o Henrique sobre isso. É claro que nenhum jogador gosta de ficar de fora, mas ele é um cara experiente e de grupo. Não gostou, mas entendeu a decisão", afirmou.

Henrique Dourado reconhece que precisa reencontrar a melhor fase. Artilheiro do Brasil em 2017 com 32 gols, o jogador passa longe do desempenho alcançado no Fluminense na temporada em questão. A expectativa é a de que tudo se encaixará, mas agora resta apenas um semestre para que 2018 também seja marcante na carreira do Ceifador.

"Tenho a confiança dos meus companheiros e sei que a cobrança existe. É importante buscar uma melhora. O atleta precisa estar com o lado psicológico muito bom. Sou o primeiro a me cobrar e tenho a certeza de que no momento certo as coisas acontecerão", disse. 

Leia mais

DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia