JM Online

Jornal da Manhã 46 anos

Uberaba, 16 de agosto de 2018 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

ESPORTE

Eagles superam Patriots e levam o Super Bowl 2018 em decisão histórica

Última atualização: 05/02/2018 - 10:35:04.

Chris Wattie/Reuters


Patrick Robinson se emociona durante comemoração da vitória no Super Bowl

Treze anos se passaram desde a última vez em que Eagles e Patriots pisaram juntas nos gramados do Super Bowl. Desde então, Tom Brady e sua equipe acumularam dois títulos; enquanto isso, os Eagles sequer chegaram à decisão. Brady, ainda um quaterback em ascensão na época, acabou ofuscado por Nick Foles, estreando em finais.

Na madrugada desta segunda-feira (5), a história mudou. A vitória dos Eagles coloca fim não só ao jejum, mas também à fama de vice-capeão – além da derrota para o Patriots, em 2005, os Eagles haviam ficado em segundo lugar anos antes, em 1981, quando perderam para o Oakland Raiders.

Nick Foles, que era reserva até dezembro, assumiu o posto de quaterback dos Eagles quando o titular Carson Wentz se machucou. Na grande decisão, Foles fez um jogo seguro, com lançamentos longos e precisos e até marcou o seu próprio touchdown. O palco foi o US Bank Stadium, em Minneapolis, no estado de Minnesota, no meio-oeste americano, onde a torcida dos Eagles compareceu em massa, mesmo sob um frio de -20ºC.

A equipe da Filadélfia ganhou o cara e coroa e iniciaram o ataque, terminando a primeira parcial na liderança, por 9 a 3. Ainda no segundo quarto, os Patriots mostraram porque estão no quarto Super Bowl em três anos e o jogo ficou parelho, em 15 a 12 para os Eagles, mas só até Nick Foles mostrar a que veio e se revelar a grande surpresa do primeiro tempo, anotando touchdown que surpreendeu os Patriots. Quando Justin Timberlake subir ao palco para o show do intervalo, o placar marcava dez pontos de vantagem para os Eagles, em 22 a 12.

Jogo ficou acirradíssimo após o início do terceiro quarto, quando os Patriots fizeram mais sete pontos e foram a 19 e, a três minutos do fim, o suspense ainda tomava conta do coração torcedor: o placar mostrava 32 a 33 para os Eagles. A definição veio com um touchdown a pouco mais de dois minutos do fim do jogo, seguido do acerto no chute de bonificação, recolocando os Eagles à frente do placar. Nos minutos finais, Foles e a torcida viram a defesa do time filadelfiense fazer seu trabalho.

Notícias Relacionadas

DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia