JM Online

Jornal da Manhã 46 anos

Uberaba, 20 de outubro de 2018 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

TV MIX

Roberta Brasil deixou a carreira de bailarina por ameaças de morte

A jovem vive o mesmo drama de milhares de mulheres não só no Brasil: a violência doméstica

Última atualização: 27/01/2013 - 15:54:15.

Segundo a coluna Retratos da Vida, a ex-participante da 6ª edição do BBB, Roberta Brasil, resolveu deixar a carreira de bailarina por estar sendo ameaçada de morte. A jovem vive o mesmo drama de milhares de mulheres não só no Brasil, mas em todo o mundo: a violência doméstica. Ela está sendo ameaçada de morte pelo próprio ex-marido, Alessandro Martins, com quem tem uma filha de 3 anos. Para evitar a consumação da ameaça, a ex-BBB foi escondida pelo pai Roberto, que afirma que se ela aparecer terão problemas. Ainda conforme a coluna, há quase dois anos, Roberta deu uma entrevista a um blog contando que, ainda em Fortaleza, teria sido agredida pelo ex e vivido em cárcere privado, numa casa cercada por câmeras. Roberta ganhou fama em 2006 ao participar do BBB, já foi até capa de ensaio sensual na Playboy, mas hoje mora no estado do Rio com mãe e filha e prefere viver no anonimato. Prestes a se formar, ela foge dos flashes e de entrevistas para preservar a própria vida.

Mas ameaçar de morte a ex-mulher Roberta Brasil, ex-BBB 6, é apenas uma parte da história que envolve o nome de Alessandro Martins. O currículo do rapaz é extenso e, segundo a coluna Retratos da Vida, envolve famosas como Monique Alfradique, a ex-panicat Juju Salimeni, e as BBBs Natália Casassola e Laisa Portela. As moças aparecem em diversas fotos publicadas no perfil no Facebook de Alessandro. São imagens, em clima de intimidade, feitas durante eventos em que o empresário estava, mas nenhuma das famosas confirma conhecer o agressor.

Alessandro posa de empresário bem-sucedido ao lado de famosas e aparece no Wikipedia como um dos homens mais ricos do Norte/Nordeste, dono de uma fortuna de R$ 40 milhões, mas tem passado sombrio. A coluna carioca Retratos da Vida revela que em julho de 2010, Alessandro teria sido preso por sonegação fiscal e estelionato pelo delegado Augusto Barros, que foi ao Rio com mandado de prisão para levá-lo ao Maranhão. Ele não chegou a ser encaminhado ao presídio, mas ficou quase um mês detido no comando geral da Polícia Militar.

Leia mais

DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia