JM Online

Jornal da Manhã 46 anos

Uberaba, 17 de agosto de 2018 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

ARTICULISTAS

Como são suas escolhas?

O grande segredo para que você crie e mantenha relacionamentos saudáveis está na escolha das suas próprias atitudes diante das naturais dificuldades que surgem

Por Eliana Barbosa.

O grande segredo para que você crie e mantenha relacionamentos saudáveis está na escolha das suas próprias atitudes diante das naturais dificuldades que surgem. Ninguém é igual a ninguém e é justamente por essas diferenças que relacionar-se com os outros é um desafio bem interessante.

Seus padrões de pensamentos a respeito das relações humanas irão ter uma influência enorme nas escolhas afetivas que você faz, ou seja, aquelas crenças que você carrega desde a infância sobre casamento, sexo, homens, mulheres, etc. estarão sempre presentes, consciente ou inconscientemente, quando você começa um relacionamento. Daí a importância de se conhecer quais são as crenças limitantes que você traz em seus pensamentos e trocá-las por crenças amigas e libertadoras, porque, de qualquer forma, é a sua maneira de pensar que irá trazer para a sua vida exatamente o foco dos seus pensamentos.

Muito importante, na arte de viver melhor, é lembrar que quando você escolhe ter um determinado comportamento, naquele mesmo momento você está escolhendo as suas consequências. Por isso, seria ideal que desde criança cada um de nós tivesse aprendido melhor a expressar os nossos sentimentos por palavras e não por comportamentos errados, numa vã tentativa de chamar a atenção dos outros. Por exemplo: é muito mais maduro e menos devastador uma pessoa dizer ao cônjuge que não está feliz no relacionamento do que, sem manifestar seus sentimentos de insatisfação, partir para uma relação extraconjugal, vivendo uma farsa que poderia ser evitada e que trará, como consequência, incontáveis problemas para a consciência culpada dessa pessoa.

Outro aspecto de relevância nos relacionamentos é observar a sua capacidade de perdoar – de se recusar a guardar ressentimentos dentro de si mesmo. Saiba que suas dores e misérias sempre são resultado da sua dificuldade em perdoar os outros, pois este comportamento teimoso de se achar superior porque alguém quer ser perdoado por você, e o seu orgulho em saber que vai perdoar só se quiser, é uma forma bastante tola de bloquear a energia da prosperidade em sua vida. É preciso escolher abrir o seu coração e, nos relacionamentos difíceis, usar os recursos da compaixão e da tolerância, porque, geralmente, as pessoas mais complicadas em sua convivência são aquelas que mais necessitam de amor e que, treinando a sua paciência, acabam por ensiná-lo a ser uma pessoa muito melhor.

Portanto, em nome de uma vida mais saudável e abundante, escolha não se sentir machucado pelas imperfeições morais daqueles que o cercam, cortando, assim, o ciclo destruidor do ódio e do desejo de vingança. Permita-se ser feliz, agora! 

 

(*) palestrante; apresentadora de TV e rádio e autora de livros motivacionais
 
www.elianabarbosa.com.br

Notícias Relacionadas

DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia