Publicidade Rdio JM
Canais Facebook Twitter RSS RSS
Play Store App Store Estúdio Ao vivo
EDIÇÕES ANTERIORES:
 | 
BUSCA:     

 
ARTICULISTAS
Tamanho do texto: A A A A
Dom Paulo Mendes Peixoto - 12/07/2014

A vida semente

Compartilhar:

Uma das características fundamentais da semente é ter vida, ou capacidade para reproduzir e dar continuidade à existência da vida. Existem vidas que não reproduzem e isto pode levar à sua falência e desaparecer. Na vida humana não é diferente, porque se não é cuidada em todas as suas dimensões, ela pode secar e morrer.

Ser semente, nas dimensões humanas, significa produzir o bem a partir de compromissos assumidos em relação a todo o contexto da criação. Não só defender a dignidade das pessoas, mas também preservar a natureza defendendo a ecologia, as árvores, as nascentes e ter consciência de que a natureza nunca perdoa quando ofendida.

No Evangelho temos a parábola do semeador, de alguém que foi jogar a semente na terra, mas faltaram-lhe alguns cuidados essenciais para que os resultados fossem promissores. Jogou a semente em terras que não tinham sido preparadas. Muitas secaram e morreram deixando o agricultor sem os resultados esperados.

Esta é uma parábola comparada com o anúncio da Palavra de Deus. Muitos corações a recebem, mas nem todos estão dispostos a acolhê-la. A “cova” continua vazia, sem vida e sem estímulo, porque falta preparo e adubo. É como a terra seca, que queima a semente e ela acaba ficando infértil, seca e desaparece sem vida.

Não é fácil entender a Palavra de Deus. Isto exige iluminação do Espírito Santo, deixar-se penetrar por ela e absorvê-la em toda a sua integridade. A Palavra é uma semente, também misteriosa como todas as sementes, mas capaz de tocar o coração e a mente das pessoas, levando-as a assumir a construção do mundo.

A semente, para dar vida, tem que passar pelo processo do “sofrimento”. Talvez como a dor do parto. Ela incha e dela surge o broto, a nova vida. Toda a alegria da vida passa por momentos de sofrimento, de renúncias e de despojamento, livrando-se das amarras que impedem o uso pleno da liberdade. É quase impossível ter vida saudável sacrificando nosso direito de ser livre e desimpedido para fazer o bem.

(*) Arcebispo de Uberaba




San Marco - 16maio
EDIÇÃO DE HOJE
Edição de Hoje
SINTONIZE

ENQUETE
Voc concorda com a alterao do horrio de funcionamento de estabelecimentos comerciais e at mesmo da Prefeitura em decorrncia dos jogos da Seleo na Copa do Mundo?





JM FORUM
Voc acredita na briga de faces criminosas como motivao para as recorrentes mortes de detentos na penitenciria de Uberaba?
Comentar


AS EMPRESAS DO GRUPO JM DE COMUNICAÇÃO
JM Magazine JM Online JM JM Extra JM Rádio Vitória
Todos os direitos reservados ao Jornal da Manhã © 2018