Publicidade Rdio JM
Canais Facebook Twitter RSS RSS
Play Store App Store Estúdio Ao vivo
EDIÇÕES ANTERIORES:
 | 
BUSCA:     

 
ARTICULISTAS
Tamanho do texto: A A A A
Dom Paulo Mendes Peixoto - 27/07/2013

A fora do justo

Compartilhar:

O livro bíblico do Gênesis (18, 20-32) apresenta uma cena impressionante onde o Senhor revela sua atitude de misericórdia, sensibilizado pela força do justo. Estava para ser destruída a cidade de Sodoma, marcada por atitudes de injustiça e impiedade de seu povo e de desrespeito para com os princípios de Javé.

Abraão, o pai da fé, sensibilizado pela existência, em Sodoma, de pessoas justas, pensou: Seria justo que elas também fossem destruídas juntamente com os ímpios? E começou a insistir com o Senhor, dizendo: e se na cidade houver 50, ou 40, ou 30, ou 20, ou até mesmo 10 justos, destruiria a cidade?

Diante da insistência de Abraão, Deus respondeu que não. A justiça vence quando assumida com responsabilidade. Ela gera vida e preserva a vida. A injustiça acaba por sacrificar e matar as pessoas. Deus é Senhor da vida, mas também vida com dignidade e feliz. Escapa aos princípios divinos os atos de injustiça, trazendo como consequência o sofrimento e a destruição da vida.

Sentimos que há muito sofrimento no mundo, mas provocado por nós mesmos, pela prática da injustiça, pela desonestidade e por atitudes que não condizem com aquilo que pode trazer felicidade. O alto índice de assassinatos, de violência, de insegurança e de fechamento das pessoas é fruto de uma cultura marcada pela injustiça, corroendo as bases da felicidade.

Em tempo de Jornada Mundial da Juventude, e tendo o jovem como um dos primeiros a sofrer as consequências da injustiça, a intenção é de dizer que há possibilidade de uma sociedade diferente e muito mais saudável. É uma descoberta que cada cidadão precisa trabalhar, encontrando caminho de paz e de vida diferente.

Na JMJ, Rio 2013, toda mensagem transmitida ao mundo e aos jovens é de paz e do amor de Deus para todos. O papa Francisco revela, em seu jeito de ser, essa presença de Deus nas pessoas e seu compromisso com um mundo marcado pela simplicidade, mas principalmente, pela prática concreta da justiça e do amor ao próximo.
 

(*) Arcebispo de Uberaba




San Marco - 16maio
EDIÇÃO DE HOJE
Edição de Hoje
SINTONIZE

ENQUETE
Voc concorda com a alterao do horrio de funcionamento de estabelecimentos comerciais e at mesmo da Prefeitura em decorrncia dos jogos da Seleo na Copa do Mundo?





JM FORUM
Voc acredita na briga de faces criminosas como motivao para as recorrentes mortes de detentos na penitenciria de Uberaba?
Comentar


AS EMPRESAS DO GRUPO JM DE COMUNICAÇÃO
JM Magazine JM Online JM JM Extra JM Rádio Vitória
Todos os direitos reservados ao Jornal da Manhã © 2018