JM Online

Jornal da Manhã 46 anos

Uberaba, 15 de novembro de 2018 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

ARTICULISTAS

Bico da Chanca

Time que joga com três atacantes, não é necessariamente um time ofensivo, mas é evidente que a forma de jogar revela uma clara postura de quem vai dar as cartas em campo.

- Por Carlos Roberto Moura - Ticha

TOQUE DE PRIMEIRA

 

01 – Maneira de jogar. 

02 – Rasteira pode complicar.

03 – Rio Branco pode parar.

04 – Ataque contra defesa.

05 – Villa Nova pede socorro.

06 – Tupi entrega os “betis”.

07 – Série “D”, quem vai?

08 – Será que a grana sai?

09 – Viagem foi amargosa.

10 – Frases pitorescas.

11 – Naça: ata ou desata?

 

CANELADAS

 - Dia de pagamento vai ter jogador montando guarda no portão de “BP”.

- Como assim?

- É que o pagamento pode sair e demorar a voltar...

 

      Bermuda sem bolso é que nem mulher sem peito: a gente não sabe onde por as mãos...

 

- Agora o pessoal do USC precisa colocar as cartas na mesa.

- Hei, calma! Afinal, é time de futebol ou de truco?  

 

 - Você leu? Os empresários esperam uma crise maior.

 - Eu li. Esses empresários são assim mesmo, nunca estão satisfeitos... Querem sempre mais.

 

 Em time de futebol que está ganhando não se mexe. A não ser que surja uma proposta do exterior...  

 

Árbitro é um ser humano. Às vezes acerta...                                                    

 

 BOLA DE MEIA     

Time que joga com três atacantes, não é necessariamente um time ofensivo, mas é evidente que a forma de jogar revela uma clara postura de quem vai dar as cartas em campo. Isso vem ocorrendo com o time do Corinthians, que joga com Jorge Henrique pela direita, Dentinho na esquerda e Ronaldo no meio. Nesta formação, os contra-ataques são mortais.


 A rasteira praticada pelo meio campista Diego Souza no becão Domingos pode custar 1.095 dias de suspensão ao palmeirense, mas como já aconteceu em outros casos, acredito que a punição é utópica. Acho que um gancho de 120 dias vai ser o suficiente. Domingos, pela encenação, não vai escapar de levar ferro. Os advogados já estão trabalhando a sua defesa.

 Rio Branco, campeão do interior pela terceira vez, superando o bom time do Ituiutaba no saldo de gols, parece ter definido seu destino até o final do ano. Para as máquinas, guarda as ferramentas e fecha o porão. Bola em Andradas só em 2010. Descanso total. Será verdade?


Nos jogos que vão decidir o Campeonato Mineiro, além da rivalidade de Cruzeiro e Atlético, um duelo que chama a atenção do torcedor é o do melhor ataque (Cruzeiro com 45 gols), contra a melhor defesa (Atlético com 8 gols). Diego Tardelli e Kléber brigam pela artilharia, mas nesse quesito o atacante do Galo tem a vantagem de 5 gols, e dificilmente será alcançado.

  “Vamos salvar o Villa Nova”. Esse é o apelo do presidente do clube Luiz Carlos Ferreira, o Luizinho, que já está vendo seu time no fundo do poço. Com uma folha mensal aproximando dos R$ 200 mil, o Leão do Bonfim acumula dívidas e tem problemas para enfrentar um possível convite para a Série “D” do Brasileiro, ou mesmo para a Taça Minas Gerais. Luizinho pede ajuda dos empresários de Nova Lima, e até mesmo da capital. A coisa não tá nada fácil.

Com pires nas mãos, o Tupi é outro que vem sofrendo com a falta de dinheiro. No Mineiro só acumulou prejuízos. Democrata-GV aborrecido com as tramoias da Federação Mineira acabou pedindo arrego. Dos times do interior, Uberlândia pode ser o mais tranquilo e está de olho na Série “D”. Quem tem garrafa vazia prá vender, sai na frente.

 Série “D” do Brasileiro, que possivelmente terá as presenças do USC e do Uberlândia, será formada por 40 times divididos em oito chaves de cinco. Na primeira fase, os clubes jogam turno e returno dentro da própria chave, classificando os dois melhores de cada grupo. A segunda fase com 16 times será no mata-mata, até que surja o campeão. Os semifinalistas sobem à Série “C”.  Haja fôlego.

Hoje é o dia marcado para o pessoal de o USC receber. O jogador que aparecer por aqui, pega a grana na boca do caixa, quem não aparecer, terá o “din-din” depositado em conta. Com os bolsos cheios a felicidade é dobrada.

 Foi amargosa aquela viagem dos meninos do IAC para Minas Novas. Só para chegar perto do fim do mundo, foram 19 horas de estrada. No Infantil, o IAC perdeu, mas no Juvenil deu Azulão. Temos que aplaudir o esforço da diretoria e dos jogadores, que estão fazendo das “tripas o coração” para se dar bem nessa difícil missão.

 Mais três frases pitorescas: - “Eu, o Paulo Nunes e o Dinho vamos fazer uma dupla sertaneja” (Jardel, ex-Grêmio). – “O novo apelido do Aloísio é CB: Sangue bom” (Souza, meio campo do Grêmio). – “A partir de agora o meu coração só tem uma cor: vermelho e preto” (Fabão, assim que chegou ao Flamengo).


Parabéns para os aniversariantes de ontem e hoje. A linda e competente jornalista Luciana Rodrigues; meu amigo e comentarista Paulo Luciano e para o meu filhão Carlos Roberto Moura Jr. Abraços a todos, saúde e proteção divina. É só festa.

 A sofrida e esperançosa torcida do Nacional aguarda com ansiedade a definição da diretoria, com o grupo interessado em “levantar” o time. Se for mais um blefe, a recaída pode ser fatal. Se o grupo for sério, a velha guarda ajuda.  TRAVA.

 

 

Leia mais

DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia