Publicidade Rdio JM
Canais Facebook Twitter RSS RSS
Play Store App Store Estúdio Ao vivo
EDIÇÕES ANTERIORES:
 | 
BUSCA:     

 
ARTICULISTAS
Tamanho do texto: A A A A
Dom Paulo Mendes Peixoto - 20/04/2013

A voz do pastor

Compartilhar:

Pastor e ovelhas caminham numa relação afetiva, de autoridade e de acolhida. Dizemos que Deus é pastor do povo de Israel, e Jesus é pastor de todos os seres humanos. Mas o pastoreio se estende por todas as pessoas que têm o papel de responsabilidade diante dos compromissos e da missão assumidos na vida real.

É inconcebível um pastor que não conhece as suas ovelhas, não tendo, por isto, como acompanhá-las de perto e de ajudá-las em suas necessidades. Com muita facilidade toma atitudes de exploração e de desrespeito para com elas. Normalmente os mais fracos sofrem as consequências e o peso das arbitrariedades cometidas, sem respeito, aos mais fracos e excluídos dos direitos que são de todos.

O que dá sustentação e credibilidade à voz de Jesus Cristo, como Pastor, é a realidade da ressurreição. Ele continua vivo e atuando na pessoa de quem procura fazer o bem, de quem age preocupado com a dignidade das pessoas, tanto na justiça como na fraternidade. Estes são frutos de quem entendeu o sentido vital da ressurreição.

Algumas atitudes negativas fazem parte da nossa vida. Entre elas podemos destacar a inveja, a facilidade no campo da exploração, o egoísmo e coisas parecidas. São as chamadas impurezas, aquilo que desqualifica o exercício dos pastores, porque passam a ter uma prática de exploração que prejudica o povo.

Muitos dirigentes “sacodem as poeiras dos sapatos” (At 13, 51). Agem de forma descompromissada e com pouca visão do bem comum, trazendo como consequência, o sofrimento de muita gente. Não tratam as ovelhas como elas merecem e nem levam em conta os parâmetros que são garantidos pela lei contida na Constituição.

A pureza de coração é um dom que vem de Deus. É não se deixar corromper pela cultura do ter, do poder e do prazer. A contaminação da idolatria é muito forte e envolvente, que vem afetando a fidelidade de muitos líderes bem intencionados. Quem é fiel aos princípios da ética e da justiça tem a proteção incondicional de Deus.

 

(*) Arcebispo de Uberaba




San Marco - 16maio
EDIÇÃO DE HOJE
Edição de Hoje
SINTONIZE

ENQUETE
Voc concorda com a alterao do horrio de funcionamento de estabelecimentos comerciais e at mesmo da Prefeitura em decorrncia dos jogos da Seleo na Copa do Mundo?





JM FORUM
Voc acredita na briga de faces criminosas como motivao para as recorrentes mortes de detentos na penitenciria de Uberaba?
Comentar


AS EMPRESAS DO GRUPO JM DE COMUNICAÇÃO
JM Magazine JM Online JM JM Extra JM Rádio Vitória
Todos os direitos reservados ao Jornal da Manhã © 2018