Publicidade Rdio JM
Canais Facebook Twitter RSS RSS
Play Store App Store Estúdio Ao vivo
EDIÇÕES ANTERIORES:
 | 
BUSCA:     

 
ARTICULISTAS
Tamanho do texto: A A A A
Dom Paulo Mendes Peixoto - 16/06/2012

Fora da semente

Compartilhar:

A Sagrada Escritura diz que o Reino de Deus pode ser comparado com uma semente, de tamanho ínfimo, mas que contém potencial de produção muito grande. Dela brota e cresce uma árvore de dimensão magnífica. Isto pode ser símbolo também da força de libertação contida no povo judeu quando exilado na terra babilônica.

Esse potencial veio à tona com o trabalho dos profetas, principalmente de Ezequiel, mostrando ao povo a necessidade de sua fidelidade à Aliança proposta por Javé. Era visto como questão de fé, de acreditar na possibilidade da vinda de novos tempos, de uma vida digna e capaz de produzir frutos, construindo uma nova sociedade.

O interessante é que Ciro, então rei da Pérsia, dominou os babilônios e libertou o povo ali oprimido, permitindo seu retorno para as terras de Israel. A potência do Império da Babilônia cai por terra e os oprimidos de Israel se elevam, realizando assim a promessa de Deus quando promete salvar seu povo da escravidão e do mal.

Não é fácil entender a força de Deus presente na vida das pessoas humildes e simples. Parece até uma contradição com todo arsenal exigido pela sociedade atual, cultura que privilegia quem tem muito. O grão de mostarda é desprezível na sua aparência, mas tem uma força capaz de produção, e isto está contido nela própria.

Podemos dizer que o cristão deve ser como uma semente, construtor do novo Israel, da nova sociedade, da Igreja e do Reino de Deus. O pequeno se torna grande quando busca a seiva, a sua força no tronco, na intimidade com o Senhor. Entendemos que isto acontece quando fazemos um caminho de introdução no mistério divino, na intimidade com sua Palavra.

A fé exige responsabilidade de quem a assume, e causa perplexidade nas pessoas mal intencionadas. Ela exige um mínimo de atenção ao aspecto ético, de busca de perfeição e compromisso para com o bem e a vida, seja natural como espiritual. Quem age como cristão incomoda as pessoas, porque algo de novo acontece.

 

(*) Arcebispo de Uberaba




San Marco - 16maio
EDIÇÃO DE HOJE
Edição de Hoje
SINTONIZE

ENQUETE
Voc concorda com a alterao do horrio de funcionamento de estabelecimentos comerciais e at mesmo da Prefeitura em decorrncia dos jogos da Seleo na Copa do Mundo?





JM FORUM
Voc acredita na briga de faces criminosas como motivao para as recorrentes mortes de detentos na penitenciria de Uberaba?
Comentar


AS EMPRESAS DO GRUPO JM DE COMUNICAÇÃO
JM Magazine JM Online JM JM Extra JM Rádio Vitória
Todos os direitos reservados ao Jornal da Manhã © 2018