Publicidade Rdio JM
Canais Facebook Twitter RSS RSS
Play Store App Store Estúdio Ao vivo
EDIÇÕES ANTERIORES:
 | 
BUSCA:     

 
ARTICULISTAS
Tamanho do texto: A A A A
Aristteles Atheniense - 19/04/2012

O desmedido fanatismo iraniano

Compartilhar:

O governo do Irã, com o passar do tempo, demonstra o elevado grau do fanatismo religioso que medra em todos os setores, comprometendo a sua segurança.

Notícia recente, oriunda daquele país, revela a disposição ao acirramento das restrições aplicadas à sociedade, tendo como pretexto a prática de atos “imorais”, que poderiam afetar a linha ideológica instituída desde a queda do xá Reza Pahlevi.

O diretor-geral de Bem-Estar, da província de Teerã, Valiollah Nasr, promoveu a suspensão das aulas de canto e dança em jardim de infância, sob o pretexto de que o exercício dessas atividades afetaria os “valores islâmicos”, justificando a punição das escolas infratoras.

A medida, embora houvesse causado estranheza por parte dos dirigentes escolares deverá subsistir, tal o alcance do fetichismo implantado no Irã. Ali, qualquer manifestação que se identifique às práticas ocidentais é objeto de imediata proibição, ensejando a aplicação de penas que variam conforme o entendimento da autoridade que emitiu a vedação.

Mesmo aqueles que não se conformam com essas inusitadas providências, sentem-se constrangidos em revelar a sua identidade, sabedores de antemão que qualquer pronunciamento contrário ao governo local poderá ocasionar sanções imprevisíveis.

Pais e professores ouvidos a respeito da interdição decretada externaram o seu descontentamento, convencidos de que as autoridades iranianas não ofereceram qualquer explicação razoável. Só se preocupam em atemorizar a população, tornando-a servil e incapaz de emitir qualquer manifestação que possa ser interpretada como rebeldia ao regime de Mahmoud Ahmadinejad, iniciado em 2005.

Embora as crianças, com idade de 1 a 6 anos, frequentem estabelecimentos bilíngues que ensinam farsi e inglês, prevalece no país o preconceito de que o Irã deverá resistir às influências da cultura ocidental, reputada como permissiva e corrupta, capaz de abalar os princípios morais da nação.

Entre os riscos que pudessem afetar a sociedade iraniana, estariam as aulas de canto e dança pelo fato de serem ministradas nos países capitalistas.

 

(*) Advogado e conselheiro nato da OAB
www.facebook.com/aristoteles.atheniense
Blog
www.direitoepoder.com.br
Twitter: @aatheniense




San Marco - 16maio
EDIÇÃO DE HOJE
Edição de Hoje
SINTONIZE

ENQUETE
Voc concorda com a alterao do horrio de funcionamento de estabelecimentos comerciais e at mesmo da Prefeitura em decorrncia dos jogos da Seleo na Copa do Mundo?





JM FORUM
Voc acredita na briga de faces criminosas como motivao para as recorrentes mortes de detentos na penitenciria de Uberaba?
Comentar


AS EMPRESAS DO GRUPO JM DE COMUNICAÇÃO
JM Magazine JM Online JM JM Extra JM Rádio Vitória
Todos os direitos reservados ao Jornal da Manhã © 2018