JM Online

Jornal da Manhã 46 anos

Uberaba, 17 de agosto de 2018 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

ARTICULISTAS

Resgatando a capacidade de sonhar

Na incansável busca do ser humano por uma vida com mais qualidade e plenitude

- Por Eliana Barbosa Última atualização: 27/05/2011 - 22:23:18.

Na incansável busca do ser humano por uma vida com mais qualidade e plenitude, um caminho interessante é resgatar a sua capacidade de sonhar. Provavelmente, em sua meninice, sonhar era algo espontâneo, mas, ao amadurecer e se deparar com frustrações normais do viver, você pode ter abafado dentro de si essa habilidade fundamental para se desenvolver e vencer.

É claro que não podemos viver no mundo dos sonhos e das ilusões, como se, sem nosso mínimo esforço, mágicas fossem acontecer e realizar nossos maiores desejos. Mas, sonhar com lucidez você pode e deve, sim! Sonhar com plena consciência de quem você é, e certeza de que você é capaz de ser, ter e fazer tudo o que quiser - o que você imaginar e acreditar.

O grande segredo para você não se perder em seus sonhos é que eles precisam ser datados, específicos e claros, inclusive quanto aos passos que você terá que trilhar para “chegar lá”. Dessa forma, você transforma seus sonhos em metas e seus obstáculos em meros desafios para a superação de suas metas.

A partir do momento em que você aprende a estabelecer metas para o seu dia-a-dia e até para anos vindouros, sua existência ganha sentido, cor e sabor. E, então, você começa a perceber que tem poder de moldar sua vida pelos seus pensamentos, acreditando nas possibilidades infinitas que o Universo oferece para ser cada vez mais feliz.

E o melhor de tudo é que quando você estabelece seu plano de vida, oportunidades e aparentes coincidências começam a acontecer.

Portanto, coloque foco no seu querer, sem se permitir distrair com pessimismo dos que o cercam e sem perder seu precioso tempo observando a vida dos outros. Se você já sabe que é você quem constrói seu futuro, por que esperar mais? Mãos à obra!

E, para finalizar esta reflexão, um pequeno conto, de autor desconhecido: “Era uma vez um cocheiro que dirigia uma carroça cheia de abóboras. A cada solavanco da carroça, ele olhava para trás e via que as abóboras estavam todas desarrumadas. Então, ele parava, descia e colocava-as novamente no lugar. Mal reiniciava sua viagem, lá vinha outro solavanco e... tudo se desarrumava de novo. Dessa forma, ele começou a ficar desanimado e pensou: 'Jamais vou conseguir terminar minha viagem! É impossível dirigir nesta estrada de terra, conservando as abóboras arrumadas!' Quando estava assim pensando, passou à sua frente outra carroça cheia de abóboras e ele observou que o cocheiro seguia em frente e nem olhava para trás: as abóboras que estavam desarrumadas organizavam-se sozinhas no próximo solavanco. Foi quando ele compreendeu que, se colocasse a carroça em movimento na direção do local onde pretendia chegar, os próprios solavancos da carroça fariam com que as abóboras se acomodassem em seus devidos lugares. Assim também é nossa vida: quando paramos demais para olhar os problemas, perdemos tempo e nos distanciamos de nossas metas.”

 

(*) Palestrante; apresentadora de TV e rádio e autora de livros motivacionais
www.elianabarbosa.com.br

Notícias Relacionadas

DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia