Publicidade Rdio JM
Canais Facebook Twitter RSS RSS
Play Store App Store Estúdio Ao vivo
EDIÇÕES ANTERIORES:
 | 
BUSCA:     

 
ARTICULISTAS
Tamanho do texto: A A A A
Eliana Barbosa - 06/05/2011

Falar pouco e pensar muito

Compartilhar:

Em homenagem ao Dia das Mães que se aproxima, quero refletir com você, hoje, sobre os pequenos conflitos do dia-a-dia que enfrentamos com nossos filhos.

Todos sabemos que há filhos que são mais dóceis por natureza, enquanto outros há que se mostram rebeldes e ariscos aos nossos conselhos. E a verdade é que por mais que você insista em tocar um coração endurecido, nada vai mudar se o dono deste coração não quiser se transformar.

Por isso, em nome da sua saúde emocional e física, não brigue nem sofra pela mudança de comportamento dos outros, porque, além de ser desgastante, é um trabalho inútil se não houver vontade forte de transformação interior da outra pessoa.

Quando seu filho ainda é criança, fica mais fácil você trabalhar  as mudanças e ensinar posturas positivas para ele, com amor e muita assertividade (dizendo “não” quando for necessário, sem culpas).  Mas com filhos adultos, pare de perder o seu tempo, insistindo em mudá-los – a única coisa que você pode fazer é mudar a si mesmo! Como? Seja autoconfiante, jamais aceite desrespeito e mantenha o equilíbrio.

Se você convive com filhos de difícil trato, lembre-se de abrir as portas do seu próprio coração e de buscar, dia após dia, a sua reforma íntima, desenvolvendo mais paciência e compaixão em seus pensamentos e atitudes.

Viver e conviver não é fácil, mas fica muito complicado quando cobramos reconhecimento de pessoas que ainda não são capazes de ver nada além de suas próprias imagens. Então, ao invés de se lamentar pelo desamor daqueles que o rodeiam, faça a sua parte, não revidando as ofensas, não condenando nem lançando olhares de crítica. O seu comportamento diante das injúrias que recebe terá uma grande influência no desenrolar das situações difíceis.

Em momentos de conflito nos relacionamentos, o segredo é falar pouco e pensar muito. E que seus pensamentos sejam somente positivos e otimistas, dizendo para si mesmo que aquele filho é maravilhoso e que logo ele descobrirá isso. Com pensamentos, declarações e visualizações focados no melhor, com certeza você não abrirá as portas dos corações desses filhos complicados, mas despertará neles um sutil desejo de tirar os cadeados que aprisionam suas chances de ser felizes. 

Cada pessoa tem o seu tempo de despertar. Respeite esse tempo e dê o melhor de si para que você seja o maior exemplo de renovação e crescimento interior.

Guarde bem: a única pessoa que você pode mudar neste mundo é você mesmo! Portanto, comece agora mudando os seus pensamentos! Eu tenho certeza de que você vai conseguir!

 

(*) Palestrante; apresentadora de TV e rádio e  autora de livros motivacionais
 
www.elianabarbosa.com.br




San Marco - 16maio
EDIÇÃO DE HOJE
Edição de Hoje
SINTONIZE

ENQUETE
Voc concorda com a alterao do horrio de funcionamento de estabelecimentos comerciais e at mesmo da Prefeitura em decorrncia dos jogos da Seleo na Copa do Mundo?





JM FORUM
Voc acredita na briga de faces criminosas como motivao para as recorrentes mortes de detentos na penitenciria de Uberaba?
Comentar


AS EMPRESAS DO GRUPO JM DE COMUNICAÇÃO
JM Magazine JM Online JM JM Extra JM Rádio Vitória
Todos os direitos reservados ao Jornal da Manhã © 2018