Publicidade Rdio JM
Canais Facebook Twitter RSS RSS
Play Store App Store Estúdio Ao vivo
EDIÇÕES ANTERIORES:
 | 
BUSCA:     

 
ARTICULISTAS
Tamanho do texto: A A A A
Aristteles Atheniense - 10/01/2011

Reflexes sobre o ensino

Compartilhar:

Pesquisa realizada pela Organização das Nações Desenvolvidas (OCDE), através do Programa Internacional de Avaliação de Alunos (Pisa), ofereceu resultados consideráveis, que merecerão das autoridades reflexões que não podem ser proteladas, devido à importância de que se revertem. Pisa é uma prova destinada a avaliar em cada três anos o conhecimento de alunos de 15 anos, em leitura, matemática e ciência. Compreende 65 países, num total de 470 mil estudantes.

No Brasil, foram testados 20 mil alunos em prova organizada, que ficou a cargo do Inep, órgão ligado ao Ministério da Educação. No exame recentemente concluído, constatou-se uma melhoria na leitura, nos últimos nove anos, e que o conhecimento do aluno equivale a seis meses de aula a mais do que em 2000. Esta auspiciosa constatação não foi suficiente para retirar o Brasil da 53ª posição no ranking mundial, com obtenção da mesma nota conferida pelo OCDE a Colômbia e Trinidad e Tobago.

Para o ministro da Educação do Brasil, Fernando Haddad, “as coisas estão melhorando”, e sua satisfação decorreu do adiantamento havido na leitura dos textos e na sua compreensão. Por motivos óbvios, numa fase de transição governamental, o ministro não se manifestou quanto à falta de recursos nas escolas rurais e à elevada taxa de repetência, o que nos deixa em situação desconfortável, diante dos elogios frequentes que o presidente Lula tece à sua administração.

A elevação de gastos com a educação continua ainda insatisfatória: de 4% do PIB em 2000 alcançou somente 5,2% em 2010. Daí a defasagem existente entre o estudante brasileiro e o chinês. Este ocupa o primeiro lugar na listagem, havendo ultrapassado inclusive a Finlândia, país conhecido e louvado pelo seu índice de aproveitamento exemplar.

O recente assassinato de um professor por seu aluno, no interior de um estabelecimento de ensino tradicional nesta capital, guarda relação com outro aspecto inquietante que é a segurança na instrução ministrada. No levantamento feito pelo OCDE, ficou constatado que o aluno brasileiro é o que mais reclamou do comportamento de seus colegas e da falta de disciplina em sala de aula.

Enquanto no Brasil 19% dos alunos não participaram da avaliação, por não terem alcançado sequer a primeira das séries aquilatadas no Programa Pisa, no Chile, somente 8% dos jovens não se submeteram a este teste. Os estudantes chilenos nos exames de leitura suplantaram em 24 pontos seus colegas brasileiros.

Diante do rendimento apurado, torna-se oportuna e pertinente a observação emitida pelo pesquisador da UFMG, professor Francisco Soares, ao ser indagado a respeito das causas de nossas deficiências: “É como se tivéssemos tirado a cabeça de dentro d’água. Mas aí vimos que a praia está muito longe”.




San Marco - 9fev
EDIÇÃO DE HOJE
Edição de Hoje
RIVER AUTOPEAS
SINTONIZE

ENQUETE
Apesar de a PMU descartar surto de meningite na cidade, h aumento significativo no nmero de casos. A vacinao a forma mais eficaz de preveno. Voc est com a imunizao em dia?







JM FORUM
Aps pedidos de moradores e vereadores, o albergue municipal vai se mudar do Boa Vista para a av. Orlando R. Cunha. Na sua opinio, a mudana positiva?
Comentar


AS EMPRESAS DO GRUPO JM DE COMUNICAÇÃO
JM Magazine JM Online JM JM Extra JM Rádio Vitória
Todos os direitos reservados ao Jornal da Manhã © 2018