JM Online

Jornal da Manhã 46 anos

Uberaba, 14 de agosto de 2018 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

ARTICULISTAS

Pare de fugir de si mesmo

Quantas pessoas há neste mundo que não se importam com nada, sem vida

Por Eliana Barbosa. Última atualização: 05/11/2010 - 20:46:24.

Quantas pessoas há neste mundo que não se importam com nada,  “sem vida”, quase invisíveis, opacas, superficiais. São aquelas que vivem e se relacionam superficialmente, que não se aprofundam nas emoções, não se responsabilizam pelos seus atos, sempre colocando a culpa nas situações, nos outros ou em Deus.

Quem vive na superficialidade é alguém que, ao invés de lutar para vencer, entrega os pontos antes da luta, mostra-se fracassado, e, como mero expectador da vida, cria para si um perfil de perdedor. E, como não se interessa nem por si mesmo e muito menos pelos outros, não se comunica direito, não presta atenção no que ouve e não diz mais que meia dúzia de palavras sérias... o resto, só brincadeiras, só superficialidades...

Pessoas superficiais têm uma tendência ao negativismo e costumam criar expectativas muito pessimistas para a vida, e depois, se comprazem com as suas crenças autorealizáveis – “Eu não falei que ia acontecer isso?... Eu sabia que não ia dar certo...” Elas são indiferentes e apáticas, não levam a vida a sério e são mestras em julgar e criticar, tudo na base das suas superficiais suposições. Não acreditam em sonhos e projetos e, como são preguiçosas no pensar e no agir, deixam que a vida as leve, e, como diz o grande filósofo Sêneca, “não há vento favorável para aquele que não sabe aonde vai”.

Se você se sente assim, sem direção, sem disciplina,  sem vontade de ser o dono da sua história, mas está percebendo que é hora de mudar e assumir o leme da sua vida, então, comece assumindo-se como um ser humano com qualidades e normais defeitos... aceite-se, e pare de fugir de si mesmo. A superficialidade nos relacionamentos demonstra um medo muito grande de se envolver e de se conhecer melhor. Relaxe... deixe-se levar em um profundo mergulho em seu interior, em seus mais secretos medos e sentimentos,  e veja que, ao se aprofundar em suas próprias emoções, você vai se descobrir um ser humano incrível, cheio de potencialidades para sonhar e vencer!

 

(*) palestrante; apresentadora de TV e rádio e  autora de livros motivacionais
 
www.elianabarbosa.com.br

Notícias Relacionadas

DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia