JM Online

Jornal da Manhã 46 anos

Uberaba, 25 de setembro de 2018 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

ARTICULISTAS

O ciclo de vida

Tudo começou com um espermatozoide chamado CNPJ. Essa empresa agora corre para o óvulo identificado como mercado e todos seus companheiros

- Por Marcos Vinícius Zani Última atualização: 09/05/2010 - 14:29:11.

Tudo começou com um espermatozoide chamado CNPJ. Essa empresa agora corre para o óvulo identificado como mercado e todos seus companheiros querem o mesmo. Lá é aquecido e há uma grande chance de vida longa.

No mundo capitalista não é muito diferente. Dividimos esse nascimento basicamente em quatro fases: introdução, crescimento, maturidade e declínio. A primeira caracteriza-se pelo surgimento da instituição. A segunda, pela atração natural que terá, por ser nova, e muitos a consumirão, ou seja, vai faturar mais. A terceira, normalmente, é o ponto de estabilidade, porém, momentânea e natural. A última indica que as vendas estão caindo e que algo precisa ser feito. Esse é o processo natural chamado ciclo de vida do produto. O que muda é a interpretação desse contexto representando uma curva. Ela inicia lá em baixo, sobe transformando-se quase em uma reta e depois cai. Então, quais conclusões tirar? Empreendedor de sucesso olha a reta, e não a curva. Se você focar as curvas que sobem e descem fica mais sujeito à esperança e desespero simultaneamente. É preciso analisar a reta que se faz na média de várias curvas desenhadas. Em outras palavras: faça “montanhas” ou curvas representando suas vendas. Você vai notar que sobem e descem o tempo todo. Isso não significa que a empresa é financeiramente bipolar e que o mercado é maluco. O mercado é assim mesmo, em qualquer lugar. O que é preciso notar é a reta que se pode passar no meio das diversas curvas. Se essa reta estiver subindo, é resultado de que você está crescendo. Portanto, na média, a gestão e vendas empresariais estão muito bem, obrigado. Agora, se poderiam estar melhores, é outra história. Lembre-se: a curva não sobe sempre sozinha. Quem a faz crescer é você, através de ações chamadas de reposicionamento. Quer saber mais sobre o assunto? Delegue a quem realmente entende de marketing. Essa é a melhor estratégia para a sua empresa crescer forte e saudável.

 

(*) publicitário, professor universitário, palestrante e consultor de marketing
marcos.zani@gmail.com

Notícias Relacionadas

DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia